JEFFERSON PÉRES

By -
JEFFERSON PÉRES

JEFFERSON PÉRES

No dia 23 de maio de 2008, oito anos, ontem,  o Senador Jefferson Péres fez a sua travessia para um plano superior. Foi um dos políticos amazonenses que mais se inseriu no contexto nacional respeitado por todos. Sua partida precoce foi uma perda enorme para todos nós, em especial no Senado da República.

Considero-me um privilegiado pela convivência e amizade durante mais de quarenta anos. Quando entrei na Faculdade de Ciências Econômicas ele era nosso professor de Economia Brasileira. Passava a imagem de tímido e sisudo, mas não era nada disso. Ao contrário, era fraterno e afável, conversando com todos da mesma maneira.

Quando conclui o curso de Economia frequentava a República Livre do Pina onde ele era uma referencia como membro do Clube da Madrugada, movimento cultural que reunia a intelectualidade. Em 86, eu entrei na política e em 88 nós dois nos elegemos vereadores. Convivemos lado a lado na bancada da Câmara Municipal durante seis anos, quando ele elegeu-se Senador da República ocupando posição de destaque até 2008 quando veio a falecer.

Eu tinha nele o professor, o amigo, o colega, mas, sobretudo o irmão mais velho e conselheiro, sempre disposto a ouvir as minhas angústias, a trocar ideias e sugerir caminhos. A sua partida foi para mim uma enorme perda. Perdi o ombro amigo que se caracterizava pela generosidade e sinceridade. Perdemos todos nós. O Brasil e o Amazonas, principalmente. Ele faz falta à todos nós.

Meu abraço à sua esposa Marlídice e aos “meninos”, como carinhosamente ele se referia aos seus filhos Ronald, Roger e Rômulo.  Dep. Serafim Corrêa

Mario Dantas