Itacoatiara clama por delegacia da Mulher e projetos para Juventude, Idosos e Produtores Rurais

By -

Alessandra em Itacoatiara - foto 8

O município de Itacoatiara (a 277 quilômetros de Manaus por via terrestre) necessita urgentemente de uma delegacia especializada de proteção à mulher, além de projetos voltados para a juventude, os idosos e produtores rurais. Essa foi a conclusão da audiência pública da Comissão da Mulher, das Famílias e do Idoso da Assembleia Legislativa do Amazonas, realizada na “Velha Serpa” na última sexta-feira, 15 de abril. 

De acordo com a presidente da Comissão da Mulher, deputada estadual Alessandra Campêlo (PMDB), o encontro foi extremamente importante por ampliar o alcance do Poder Legislativo ao interior.  Depois do Careiro Castanho, Iranduba, Parintins e Manacapuru, Itacoatiara foi o quinto município a receber a vista da comissão presidida por Alessandra.

Audiência pública em Itacoatiara - Grupo de Idosos Kaila - Edna Reis

“A audiência pública constatou que o município de Itacoatiara necessita de uma delegacia da mulher, conforme pediram os movimentos sociais presentes. Além disso, os participantes apontaram, entre outros assuntos, a falta de projetos para a juventude, os idosos e produtores rurais, que têm muita dificuldade de financiamento e estrutura para escoamento da produção”, comentou a parlamentar.

Alessandra vai apresentar um resumo da audiência pública durante os trabalhos desta semana na Assembleia. Todas as demandas dos moradores e moradoras de Itacoatiara serão transformadas em requerimentos, indicações ao Governo do Estado e projetos de lei.

Audiência pública em Itacoatiara - vereador Rosquilde Araújo

Estatuto do Idoso

Para Edna Reis, representante do grupo de idosos Kaila (bairro Jauary), a principal dificuldade desse segmento social é o não cumprimento do Estatuto do Idoso. Ela também apontou a falta de espaços públicos para convivência e atendimento dos idosos do município.

“Temos uma lei em vigor, mas aqui em Itacoatiara, infelizmente, o Estatuto do Idoso não é efetivado em diversas áreas. Precisamos de um centro de convivência para que os idosos tenham um espaço para atendimento, melhoria da qualidade de vida e garantia de seus direitos”, enfatizou Edna.

Alessandra em Itacoatiara - foto 1

Infraestrutura precária

O estudante de Pedagogia Thiago Ferreira denunciou, além da falta de oportunidades para os jovens, a precariedade da infraestrutura dos bairros de Itacoatiara.

“Ao contrário das propagandas oficiais, na verdade a infraestrutura do município está precária. Basta andar em algumas ruas de bairros para você ver os buracos, mato cobrindo as pistas, impedindo que carros, motos e pedestres consigam trafegar. Também temos muitos problemas na saúde e na educação”, denunciou Thiago.

Áida Fernandes