Irmão de Zico que reprovou filha de Cunha em exame do Detran acusa perseguição

By -
Cunha enviou carta ao Detran e sindicância para investigar Tunico foi instaurada no mesmo dia

Cunha enviou carta ao Detran e sindicância para investigar Tunico foi instaurada no mesmo dia

O que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, tem a ver com a família de Zico, um dos maiores jogadores da história? Muito mais do que você imagina…

Em caso revelado pelo jornal O Globo, o irmão do “Galinho”, Antônio Antunes Coimbra (popular Tunico), acusa Cunha de perseguí-lo depois de ter reprovado a filha do deputado, Camilla Ditz da Cunha, em exame de carteira de motorista do Detran do Rio de Janeiro, em 5 de junho de 2008, na Ilha do Fundão.

Segundo Tunico, Camilla foi reprovada na prova de baliza, primeiro por não dar seta na hora de indicar que estava estacionando (três pontos de punição) e depois por tentar sair da vaga com o freio de mão puxado (mais dois pontos). O irmão de Zico, que era o examinador exterior (havia outro dentro do carro), foi o responsável por comunicar a garota da reprovação. Mal sabia ele o que iria acontecer com a sua vida…

Pouco após o ocorrido, Tunico nunca mais foi chamado para fazer os exames. Dias depois, ficou sabendo que estava na mira de Eduardo Cunha, que à época era “apenas” o vice-líder do PMDB na Câmara (desde 1º de fevereiro de 2015, ele é presidente).

Em carta enviada ao Detran, o deputado acusou Coimbra de tentar extorquir sua filha. O irmão de Zico, em tempo recorde, foi submetido a uma sindicância interna e acabou suspenso por 30 dias, sem salário e sem poder realizar mais exames.

Desde então, Tunico tenta reverter o processo, que tramita desde 2009, na 8ª Vara da Fazenda Pública do Rio de Janeiro. Em sua defesa, ele usou até um e-mail enviado pelo então governador do RJ, Sérgio Cabral, ao presidente do Detran, Sebastião Faria, no qual o político elogia a família Coimbra e detona Eduardo Cunha.

“A família Antunes é sinônimo de honestidade e caráter. Esse senhor [Cunha] que acusa um membro da família é sinônimo do que há de pior na vida pública brasileira. Por favor, se inteire e coloque os pingos nos is!”, escreve Cabral, antes de arrematar.

“No meu governo, bandido não tira onda de mocinho”.

O e-mail foi escrito por Cabral a pedido de Edu Antunes Coimbra, o outro irmão de Zico, que jogou no Vasco, no Flamengo e na seleção brasileira, além de ter sido, depois da aposentadoria, treinador do escrete nacional, além de Botafogo e Fluminense.

Contudo, de nada adiantou…

“Fiz tudo o que podia. Minha família deu todo o apoio. Um dos meus irmãos, Edu, chegou a apelar a Sérgio Cabral. O governador prometeu para mim, num jogo beneficente no Maracanã, que tomaria providências. Mas nada aconteceu. Prevaleceu a palavra do Eduardo Cunha”, reclamou Tunico, ao O Globo.

Procurado pelo jornal, a assessoria de Cunha disse que “tudo o que o presidente (da Câmara) tem a falar foi dito à época e por escrito”. O Detran, por sua vez, confirmou a punição a Tunico, mas não quis se manifestar sobre o caso.

(Com ESPN)

Roberto Brasil