Ipaam realiza reunião sobre projeto da orla de Novo Airão

By -

ipaam-reuniao-novo-airao-1O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) realizou, nesta terça-feira (29), uma reunião entre o Ministério Público Federal no Amazonas (MPF/AM), Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e representantes da Prefeitura e Câmara Municipal de Novo Airão.

O objetivo foi debater o projeto da orla da cidade (distante 115 quilômetros de Manaus em linha reta), principalmente para que a obra não provoque impactos ambientais negativos no Parque Nacional de Anavilhanas (PNA), que fica entre os municípios de Manaus (30%) e Novo Airão (70%).

O Parque, que é gerenciado pelo ICMBio, foi criado com o intuito de preservar o arquipélago fluvial de Anavilhanas, além de estimular a produção de conhecimento por meio da pesquisa científica e valorizar a conservação do bioma Amazônia com base em ações de educação ambiental e turismo sustentável.

A Unidade de Conservação (UC) apresenta formações florestais diversas, como floresta ombrófila densa, igapó, campinarana, caatinga-gapó e chavascal, ecossistemas fluviais e lacustres.

ipaam-reuniao-novo-airao-2“Nós entendemos que a obra pode gerar impactos direta ou indiretamente no Parque de Anavilhanas. Por isso, nos preocupamos que o projeto esteja muito claro no que se pretende construir. Queremos continuar colaborando com a proteção do Parque, mas também com as melhorias na cidade de Novo Airão com foco na qualidade de vida das pessoas e no aumento da atividade turística também”, disse o coordenador regional do ICMBio, Keuris Kelly Souza da Silva.

Com base nisso, o licenciamento ambiental do projeto da orla será de competência do Ibama. “O empreendedor da obra deve dar entrada no processo que correrá na diretoria de licenciamento do Ibama, em Brasília. Daremos todo o suporte que for necessário aqui em nossa sede”, afirmou o superintendente do Ibama no Amazonas, Mário Lúcio da Silva Reis.

“O Ipaam havia recebido um primeiro processo da obra. Mas, a partir desse entendimento que tivemos na reunião, nós vamos arquivar o que tramitava aqui. E agora, será formulado um novo projeto e processo que tramitará no Ibama, por conta do Parque Nacional. Vamos continuar colaborando no que for possível para que o meio ambiente continue preservado e também para que a população possa receber mais esse benefício com a obra”, comentou a diretora-presidente do Ipaam, Ana Eunice Aleixo.

Roberto Brasil