Invasores usam nomes indígenas para demarcar áreas ocupadas

By -

areas-invadidas-nomes-indigenas 01O poder público representado pelo Grupo Integrado de Prevenção às Invasões em Áreas Públicas (Gipiap) realizou, na última sexta-feira, 29, mais uma ação de retirada de invasores de um trecho de área verde e de preservação permanente do Loteamento Parque das Garças, na zona Norte. Os invasores agora utilizam nomes indígenas nas áreas ocupadas como estratégia. A placa com as inscrições Assentamento Indígena Kokama e Tykuna foi apreendida. Com esta, sobe para cinco as retiradas feitas no local, somente este ano.

areas-invadidas-nomes-indigenas 04O trabalho resultou na demolição de 55 barracos, que estavam desabitados e 28 pessoas, que ocupavam outros barracos, foram notificadas para saírem da área no prazo de 30 dias. Mais de 30 ligações clandestinas de energia foram desligadas pela Eletrobras -Amazonas Energia.

areas-invadidas-nomes-indigenas 03A área começou a ser invadida em janeiro deste ano. Diversas ações já foram realizadas no local após registros de denúncias feitas pelos moradores do loteamento. As equipes de fiscalização dos órgãos ambientais encontraram focos de queimadas na área do buritizal.

Roberto Brasil