Inundações e avalanches deixam 91 mortos no Sri Lanka

By -

No total 110 pessoas estão desaparecidas, segundo as autoridades locais

As inundações e avalanches de terra provocadas pelas chuvas de monção no Sri Lanka deixaram 91 mortos e 110 desaparecidos nesta sexta-feira, anunciaram as autoridades locais. Quase 20 mil pessoas foram obrigadas a abandonar suas casas no Sul e Oeste do país. A temporada de monção é particularmente violenta este ano, afirmou o vice-ministro para o Controle de Desastres, Dunesh Gankanda.

— O balanço aumentou à medida que começamos a receber mais informações de áreas que eram inacessíveis mais cedo — disse Gankanda.

Milhares de soldados foram mobilizados para resgatar moradores isolados pelas águas, e a Força Aérea realizou várias operações para salvar pessoas presas nos telhados de suas casas. Segundo o Centro de Controle de Desastres, estas são as piores inundações no país desde maio de 2003, quando 250 pessoas morreram e mais de 1.000 casas foram destruídas.

Um oficial do exército anda através da lama durante missão de resgate em um deslizamento de terra na aldeia Bellana em Kalutara, Sri Lanka (Reuters/Dinuka Liyanawatte)

— Temos relatos de ao menos cinco deslizamentos de terra em vários locais de Kalutara — comunicou o porta-voz da polícia, Priyantha Jayakody, referindo-se ao distrito mais atingido no litoral Oeste da ilha. —As operações de resgate ainda estão em andamento.

Na madrugada desta sexta-feira, uma encosta desabou em cima de uma residência para mulheres em uma plantação de chá em Neluwa, no sul da ilha, onde sete delas foram mortas, segundo a polícia.Pessoas que moram próximo ao Rio Kelani, que deságua no Oceano Índico pela capital, Colombo, tiveram que sair às pressas de suas casas.

A monção tropical que começa em maio serve para acabar com a seca no Sri Lanka e para preencher pântanos de água, mas ao mesmo tempo é a principal causa de desastres naturais no país.

(Da Agência O Globo)

Roberto Brasil