Inpa apresenta gel que cicatriza úlcera de diabetes e evita amputações

By -
materia amanda p 18 2

Composto a base de gengibre amargo pode curar úlceras crônicas causadas por diabetes

Uma pesquisa desenvolvida no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), pelo pesquisador farmacêutico e bioquímico Carlos Cleomir Pinheiro, foi apresentada nesta quarta-feira (23), em uma Cessão de Tempo na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), e revelou que um composto a base de gengibre amargo pode curar úlceras crônicas causadas por diabetes, e evitar 95% das amputações decorrentes da doença.

Após apresentação da pesquisa, o presidente do parlamento estadual, deputado Josué Neto (PSD), que cedeu tempo ao pesquisador para explanação da pesquisa em plenário, disse que enviaria ofícios aos órgãos de saúde do Estado para buscar formas de fazer com o que o produto chegue o mais rápido possível à população. “Fizemos hoje o papel de divulgar esse trabalho de fazer com que esse trabalho chegue a população e ao órgãos de saúde do Estado e dos municípios. Estaremos encaminhando via documentos oficiais, material impresso e material digital para que eles tenham acesso a explanação que tivemos aqui. Vamos encaminhar aos secretários e órgãos que tenham o poder de investir e ampliar essa pesquisa, para colocar esse produto a disposição da população”, afirmou.

Carlos  Pinheiro disse que 95% dos pacientes com feridas crônicas do pé, acompanhados na pesquisa, tiveram êxito na cura. A maioria dos pacientes, segundo ele, estava com o risco de amputação de membros. O produto ainda não está disponível ao consumidor, mas aguarda aprovação do registro junto a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ele acredita que em seis meses é possível que o produto esteja apto para  atender a rede do Sistema Único de Saúde (SUS).

Áida Fernandes