Índios do Alto Rio Negro sofrem com descaso do poder público

By -
Dep. Sidney Leite

Dep. Sidney Leite

Comunidades indígenas localizadas na fronteira do País, na região conhecida como “Cabeça do Cachorro”, no município de São Gabriel da Cachoeira (distante a 852 quilômetros de Manaus), sofrem com o isolamento e abandono. As principais reivindicações estão relacionadas à falta de investimento na saúde e na educação.Presidente da Comissão de Educação, Cultura e Assuntos Indígenas da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), o deputado estadual Sidney Leite (PROS), esteve, no últmo final de semana, visitando algumas comunidades, entre elas Maturacá e Ariabú (na fronteira com a Venezuela); Vila Nova Rio Xié, Boa Vista da Foz do Içana, Ilha de Duraka e Iauaretê (fronteira com a Colômbia).

O município de São Gabriel da Cachoeira possui uma população superior a 40 mil moradores e concentra o maior número de etnias indígenas, 23 no total. Em 2013, apenas para a educação, o Governo Federal repassou à administração municipal aproximadamente R$ 28 milhões, mas quem vive na localidade afirma não ter visto nenhuma obra ou programa que possa ter sido implantado com esses recursos. É o que diz o agente de saúde e morador da comunidade Maturacá, o yanomami Rogério Barbosa. “A prefeitura recebe verba para beneficiar as comunidades, mas nunca faz nada. E temos necessidades como casa de apoio para os professores, escolas para as crianças, merenda escolar e transporte”, comentou.

Barbosa contou que várias reivindicações já foram formalizadas e encaminhadas à Prefeitura sem a devida resposta. Agora elas serão levadas pelo deputado Sidney Leite para que o Governo do Estado possa tomar providências. “As questões indígenas são um grande desafio. Falta medicamento, saneamento básico, condições de trabalho, numa total desassistência. Temos um verdadeiro abandono por parte das políticas públicas”, afirmou o parlamentar, destacando que irá cobrar posição e mais uma vez informará o Ministério Público quanto à situação dos índios da região.

Redação