Incêndio em Santos entra no quarto dia e sem previsão para acabar

By -
O incidente aconteceu na altura do km 64 da rodovia Anchieta

O incidente aconteceu na altura do km 64 da rodovia Anchieta

O incêndio que atinge os depósitos da empresa Ultracargo em Santos, no litoral sul de São Paulo, entrou no quarto dia e ainda não tem previsão para acabar. O fogo nos tanques de etanol e gasolina, localizados no bairro da Alemoa, começou na manhã de quinta-feira (2).

No sábado (4), o fogo atingiu mais um reservatório de gasolina. Por volta das 8h deste domingo (5), quatro tanques estavam em chamas. Na mesma bacia de contenção, há mais dois tanques, sendo que um deles está vazio e o outro contém etanol.

Quase 100 homens do Corpo de Bombeiros se revezam no combate ao incêndio. Os trabalhos estão focados no resfriamento do tanque que contém etanol, com o objetivo de deter a propagação do fogo. De acordo com a empresa, o incidente prossegue sem mortos e feridos.

Segundo o porta-voz do Corpo de Bombeiros, Marcos Palumbo, já foram utilizados 4 bilhões de litros de água retirada do mar para conter as chamas.

— O risco principal é o de pegar em outro tanque, tendo em vista o calor de 800 graus. Não é fácil fazer a extinção desse fogo, mas já evoluímos bastante resfriando os outros tanques.

Devido ao incêndio, um dos acessos ao Porto de Santos foi bloqueado pelas autoridades no km 64 da rodovia Anchieta. De acordo com a Ecovias, o motorista não encontrava lentidão em nenhum trecho da estrada por volta das 8h30. (R7)

Roberto Brasil