Incêndio em Santos é apagado, mas resfriamento dos tanques continua

By -
O trabalho de resfriamento continua, já que os vazamentos de combustíveis ainda podem reiniciar as chamas

O trabalho de resfriamento continua, já que os vazamentos de combustíveis ainda podem reiniciar as chamas

Os bombeiros apagaram ontem (9) o fogo no último tanque da empresa Ultracargo, no bairro da Alemoa, em Santos.  O trabalho de resfriamento ainda continua, já que os vazamentos de combustíveis ainda podem reiniciar as chamas. O incêndio começou há nove dias.

Ontem, o comandante do Corpo de Bombeiros, Marco Aurélio Alves Pinto, sobrevoou a área dos tanques em um helicóptero e confirmou que o fogo estava controlado. O foco do trabalho hoje será o resfriamento e o conserto de vazamentos nas tubulações.

Técnicos de uma empresa americana, contratada pela Ultracargo, chegam hoje a Santos para ajudar na etapa final. A empresa já combateu fogo em poços de combustível no Iraque após bombardeio.

Segundo a prefeitura de Santos, as atividades da empresa Ultracargo, que faz o armazenamento e a movimentação de produtos químicos e petroquímicos na área industrial da Alemoa, estão embargadas até que sejam cumpridas determinações legais que garantam a segurança do local.

Em nota, a empresa informou que seu terminal em Santos sempre funcionou com todas as licenças e autorizações necessárias e que suas operações obedecem a todas as legislações, regulações e normas técnicas aplicáveis. A companhia garantiu que vai prestar todos os esclarecimentos necessários à prefeitura e que continuará em cooperação com as autoridades.

Roberto Brasil