Império Fight junta MMA e Muay Thai dia 18 de junho, na quadra da escola de samba Unidos do Alvorada

By -

MMA - Sérgio Ribeiro do lado direito x Max Douglas no Rei da Selva 6 - foto 2 - by Emanuel Mendes Siqueira

Um evento voltado para a luta em pé, a trocação franca. Essa será a tônica do Império Fight, franquia que estreia no cenário esportivo amazonense apresentando seis lutas de MMA e sete de Muay Thai no dia 18 de junho, a partir das 19h, na quadra da escola de samba Unidos do Alvorada, na Zona Centro-Oeste de Manaus.  A competição é uma realização da Academia Império CT, com apoio da Prefeitura de Manaus (Semjel, secretário Luís Neto), Spa & Bronze, Sutti (luvas), Conexão Esportiva e Emanuel Sports & Marketing.

MMA - Sérgio Ribeiro do lado direito x Max Douglas no Rei da Selva 6 - foto 3 - by Emanuel Mendes Siqueira

O Império Fight é um projeto idealizado pelo professor Ivanilson Oliveira, o “Sinho”, que é Kroang Preto de Muay Thai e dono da Academia Império CT (rua Urucará, Cachoeirinha), em parceria com a administradora Paloma Souza, aluna do mestre Sinho e figura presente nos eventos de MMA e Muay Thai no Estado.

Destaques

IMPÉRIO FIGHT - LUTA PRINCIPAL - ARTE 1

Na luta principal de MMA, o experiente Sérgio Ribeiro, da equipe MPBJJ/Nova União, encara Jadson Moraes, da academia Carioca Team, valendo pela categoria galo (até 61 kg).

No card de Muay Thai, dois nomes chamam atenção justamente no principal combate. Tricampeão brasileiro de Muay Thai, Virgilío Filho (Octagon Figth) enfrenta Jeferson Santos (Manaus Fight/ Peninha Fight), atleta que já disputou os principais eventos de MMA do Amazonas e que atualmente se dedica somente às competições de trocação.

O evento também contará com atletas de diversas academias de Muay Thai de Manaus, entre elas o Império CT – referência na formação de novos campeões nessa modalidade.

MMA - Sérgio Ribeiro do lado direito x Max Douglas no Rei da Selva 6 - foto 1 - by Emanuel Mendes Siqueira

“Nosso objetivo com o Império Fight é realizar um evento para agradar ao público apresentando atletas que gostam somente de trocação. Acredito que esse será o primeiro evento com as duas modalidades, MMA e trocação. As lutas de Muay Thai serão disputadas nas regras do evento K-1, sem caneleira, pois estamos atendendo a demanda dos atletas locais desta modalidade que querem combates mais duros sem o equipamento de proteção”, explica a organizadora Paloma Souza. 

Mario Dantas