III Soltura de quelônios encerra semana do meio ambiente em Maués

By -

20160604_115552

O projeto MUQUEU (Multiplicação de Quelônios do Urupadi), e Projeto Pé-de-Pincha em sua III edição contabilizam mais de seis mil filhotes de quelônios devolvidos a natureza na área indígena Marau e Urupadi em Maués.

As comunidades Menino Deus, São Raimundo, Belo Horizonte, Monte Horeb, Santa Maria, Ilha Michiles e São José do Paricá, no município de Maués, realizaram a soltura comemorando a renovação da espécie.

20160604_105426

 A última aconteceu no sábado, 04/06 na Comunidade São José do Paricá, fazendo parte do encerramento da Semana do Meio Ambiente, com devolução de 1.154 filhotes.

 20160604_115205

O coordenador do projeto MUQUEU José Cristo, enalteceu o crescimento da ação envolvendo a região. As parcerias da Prefeitura, Sedema, Ifam- Campus/Maués, Ufam também foram destacadas pelo coordenador que pediu apoio para a continuidade do projeto.

20160604_104301

O projeto envolve crianças e a preservação do futuro. O filho de Eugênio Lima, de apenas 4 anos foi um dos participantes das atividades do projeto Pé-de-Pincha, da Universidade Federal do Amazonas, patrocinado pelo Programa Socioambiental da Petrobras, em parceria com o Ibama e Prefeitura de Maués, contribuindo para a conservação da fauna e o desenvolvimento sustentável das comunidades amazônicas.

O Secretário de Educação, Luiz Gonçalves, representou o prefeito Pe. Carlos Góes, e disse que o investimento da Prefeitura no projeto, visa promover o futuro. “Maués dá uma lição de vida ao incentivar o projeto de multiplicação dos quelônios”, afirmou.

Para o Secretário Executivo da Sedema, Pete Souza, o projeto tem incentivado outras comunidades que tem buscado a parceria para realizar a coleta de ovos.

20160604_104504

O professor do Ifam Anndesson Brelaz, que coordenou a biometria dos animais destacou a importância do projeto e das parcerias. “Já trabalhei em vários municípios no Pará e Amazonas e a gente não tem todo esse apoio como temos atualmente. O projeto pé de pincha junto com o Muqueu existe para garantir que esses animais não sumam dos rios”, agradeceu.

Mario Dantas