IFAM oferece qualificação profissional para sistema prisional

By -

Parceiros do Projeto Começar de Novo_Foto Raphael Alves-TJAM

O Instituto Federal do Amazonas (IFAM) é uma das instituições parceiras do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) no projeto Começar de Novo, que tem como objetivo oferecer oportunidades de trabalho e qualificação profissional para presos e egressos do sistema prisional, assim como cumpridores de penas e medidas alternativas.

Na manhã desta sexta-feira (28), o TJAM realizou solenidade de agradecimento às instituições participantes do projeto, no Centro Administrativo Desembargador José Jesus Ferreira Lopes, anexo à sede do Tribunal. Além do IFAM, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) são também instituições responsáveis pela oferta de cursos de formação profissional. Juntos oferecerão 360 vagas, com turmas que serão implementadas nas unidades prisionais e nas unidades de ensino, pois o projeto atenderá pessoas vinculadas aos regimes aberto, semiaberto e fechado, além dos egressos do sistema carcerário.

Os cursos serão oferecidos por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego para o Sistema Prisional (Pronatec Sistema Prisional). O IFAM é responsável por 100 vagas distribuídas em cinco cursos (mecânico de ar condicionado automotivo, mestre de obras, artesão de pintura em tecido, almoxarife e aquicultor), ofertados nos campi Manaus Centro (CMC) e Manaus Zona Leste (CMZL), na modalidade de Formação Inicial e Continuada (FIC).

Durante discurso, a pró-reitora de Desenvolvimento Institucional (PRODIN/IFAM), professora Ana Maria Alves, destacou a importância da parceria do Instituto para a promoção da cidadania e formação de profissionais para o mercado de trabalho.

“Temos a plena convicção do nosso papel na promoção de reinserção social. A educação e a profissionalização garantem um futuro promissor. Esperamos que, esses homens e mulheres possam retornar à sociedade mais maduros e preparados com o conhecimento adquirido e terem uma nova perspectiva de vida através do trabalho”, disse.

Com previsão de início para setembro e término em dezembro deste ano, os cursos terão carga horária entre 160 e 300 horas, e quantitativo de 20 alunos por turma.

Mario Dantas