Homem é preso por tráfico de drogas durante operação deflagrada em Tapauá

By -
A droga apreendida com Kliciano estava embalada e pronta para comercialização

A droga apreendida com Kliciano estava embalada e pronta para comercialização

A Polícia Civil do Amazonas, por meio de servidores lotados na da 64ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tapauá, distante 449 quilômetros em linha reta de Manaus, prendeu na tarde de sábado (18), Kliciano da Silva do Nascimento, 23, conhecido como “Pamboca”, pelo crime de tráfico de drogas. A ação foi coordenada pelo delegado titular Osman Nasser e contou com o apoio da Polícia Militar do município.

De acordo com o delegado Osman, o homem foi preso na residência dele, localizada na Avenida Presidente Costa e Silva, bairro Centro, daquele município. Antes de realizar a abordagem, a equipe policial recebeu uma denúncia informando que “Pamboca” estaria utilizando um quarto de hotel da cidade para guardar entorpecentes.

“Primeiramente, montamos campana na frente do hotel. Quando ele saiu do local, fizemos uma revista pessoal e encontramos 18 pedras de oxi com o rapaz. Ao indagá-lo sobre a existência de mais entorpecentes, descobrimos que Kliciano havia recebido um carregamento de drogas, que estava na casa dele. No local, realizamos busca domiciliar e apreendemos mais 232 trouxinhas de substância, totalizando 250”, destacou o delegado.

Ainda conforme Nasser, a droga estava embalada e pronta para comercialização. Além do entorpecente, foi apreendido um valor de R$ 150 em dinheiro, três seringas, um celular, um notebook e três anéis.

A prisão “Pamboca” ocorreu durante a operação “Medusa”, deflagrada em janeiro deste ano, com o objetivo de combater o tráfico de drogas em Tapauá. De acordo com o titular da 64ª DIP, a ação policial já resultou na prisão de 13 pessoas, apreensão de 3 quilos de entorpecentes, motocicletas e dinheiros adquiridos com a comercialização do produto ilícito.

Na unidade policial, o homem foi autuado por tráfico de drogas (Artigo 33 da Lei 11. 343/06). Após os procedimentos, ele foi conduzido à carceragem da delegacia, onde aguardará a decisão da Justiça.

Roberto Brasil