Homem é preso com uma tonelada de produtos contrabandeados

By -

Segundo a PC, Wellington já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas (Fotos: Reinaldo Okita)

Wellington Saturnino Freitas, 34, foi preso em flagrante, na tarde desta quinta-feira (20), após ser encontrado com um celular roubado e cerca de uma tonelada de produtos contrabandeados, que estavam em um hotel no Centro de Manaus. Segundo a Polícia Civil (PC), as equipes chegaram até o homem após rastrear um celular roubado, que estava com ele, no bairro Cidade Nova, zona norte de Manaus.

Produtos foram encontrados em hotel, no Centro de Manaus

De acordo com o investigador do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Geraldo Filho, o homem tentou fugir em um carro mas foi capturado pelos policiais. “Ele alegou que comprou o celular roubado. Dentro do carro onde ele tentava fugir, encontramos várias capas de celular e ele disse que tinha uma loja de produtos de celular mas não quis falar onde era. A namorada informou o local e, quando chegamos lá, no Centro da cidade, encontramos todo esse material”, disse, afirmando que Saturnino contrabandeia produtos falsificados, em geral, produtos chineses.

Produtos apreendidos são internacionais e não têm comprovação de entrada no País

De acordo com o delegado do 13º DIP, Jander Mafra, cerca de uma tonelada de produtos contrabandeados, entre capas de tablets e celular, carregadores, e telefones fixos foram apreendidos. “Esses produtos apreendidos são internacionais, e que não têm comprovação de entrada no País, então entendemos que isso é um crime de descaminho, que é a entrada de produtos estrangeiros no País sem pagar o devido imposto”, explicou.

Segundo Mafra, Wellington já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas e agora vai responder pelos crimes de receptação e descaminho. O delegado informou, ainda, que ele vai poder pagar fiança de R$ 2 mil para responder pelo crime de receptação em liberdade. Caso não pague, ele deve ser encaminhado para audiência de custódia. Já pelo crime de descaminho, ele irá responder em liberdade.

D24AM

Roberto Brasil