Homem é preso com 80 kg de maconha no Porto da Manaus Moderna

By -

A droga apreendida com Luiz Soares foi avaliada em R$ 350 mil

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelos delegados Guilherme Torres e Denis Pinho, diretor e diretor-adjunto, respectivamente, do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), falou na manhã desta terça-feira, dia 14, durante coletiva de imprensa realizada às 10h, no prédio da Delegacia Geral, sobre a prisão, em flagrante, do comandante de embarcação Luiz Soares da Silva, 40, e apreensão de aproximadamente 80 quilos de maconha do tipo skunk, avaliados em R$ 350 mil. Os entorpecentes foram encontrados dentro de um barco de propriedade do infrator, atracado no Porto da Manaus Moderna, no Centro da cidade, zona Sul.

Conforme o diretor do DRCO, delegado Guilherme Torres, as equipes do DRCO estão monitorando constantemente a rota do tráfico que vem do município de Japurá, distante 744 quilômetros em linha reta da capital, até Manaus. O infrator foi interceptado na manhã desta terça-feira, dia 14, por volta das 8h, no Porto da Manaus Moderna, situado na Avenida Lourenço da Silva Braga, Centro da capital, após os policiais civis receberem informações indicando que Luiz estaria transportando grande quantidade de substância entorpecente na embarcação de nome “PP 2001”.

“Na madrugada de hoje, por volta das 2h, as equipes do DRCO se deslocaram ao município de Manacapuru, distante 68 quilômetros em linha reta da capital, e esperaram o barco passar pelo local.  Em ato contínuo, monitoramos a embarcação até ela ser atracada no Porto da Manaus Moderna, quando realizamos a abordagem.  As equipes do DRCO realizaram vistoria na embarcação e encontraram, em uma cabine, caixas de papelão onde estavam armazenados os cerca de 80 quilos demaconha do tipo skunk”, explicou Guilherme Torres.

De acordo com o diretor-adjunto do DRCO, Denis Pinho, no momento em que a droga foi localizada dentro da embarcação os policiais civis identificaram que a mercadoria ilícita estava coberta com borra de café, para disfarçar o cheiro do entorpecente.

“O infrator não tinha passagem pela polícia. Porém, agora, responderá por tráfico de drogas. Ainda conduzimos dois conferentes que estavam ajudando Luiz ao departamento, onde foram ouvidos e por não termos elementos para indiciá-los, acabaram liberados. Durante 30 dias buscaremos mais informações para verificarmos o envolvimento de outras pessoas no caso”, informou Pinho.

Luiz foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Após os procedimentos cabíveis na base departamento, nas dependências da Delegacia Geral, o infrator será conduzido à Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, zona Sul.

Roberto Brasil