Hissa apresenta projeto para idosos em reunião na Zona Centro-Oeste

By -

reuniao-dom-pedro-2

Manaus está longe de ser um paraíso para a terceira idade. A falta de segurança pública, atenção à saúde, de conservação das vias pública, a má qualidade do transporte urbano, são alguns dos principais desafios do município para garantir o bem-estar da sua população idosa.

Essas foram algumas das dificuldades apresentadas pelo líder da coligação “Novas Ideias, Novo Caminho” (PDT/PSDC), Hissa Abrahão, durante reunião com moradores no bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste.

Hissa apontou vários programas e projetos voltados para o público da terceira idade, mas ressaltou que esses problemas, aliados à falta de opções de lazer e à violência doméstica, acabam impactando na qualidade de vida e saúde para os idosos. O prefeiturável considerou ainda que a busca desse público pelo lazer e atividades lúdicas esbarra em questões consideradas prioritárias como manutenção da saúde e integridade física.

“Ruas esburacadas, calçadas desniveladas, carros mal estacionados, sinalização confusa e o tráfego apressado já são por si sós barreiras formidáveis. Alie-se a isso a falta de segurança pública e a violência psicológica ou física que muitos idosos sofrem diariamente e teremos um ‘raio-x’ do que é Manaus hoje. É inconcebível, por exemplo, que a área mais populosa de Manaus, a Zona Leste, ainda não tenha um centro de convivência para a pessoa idosa”, criticou Hissa Abrahão.

Condomínio do Idoso

O pedetista informou que vai criar ao longo de quatro anos o Condomínio e Hospital do Idoso, cujo o valor da obra será de, aproximadamente, R$ 70 milhões. “Será uma área de referência para a população idosa, que tanto merece o nosso respeito. Lá, o idoso vai encontrar área para o lazer e convivência, atendimento clínico e de emergência. A pessoa da terceira idade contará ainda com apartamentos, caso more no complexo ou se recupere de uma enfermidade. Será o primeiro grande centro para a população idosa do Estado”, comentou.

Mario Dantas