Henrique queria todos os cargos comissionados do Pros na ALEAM

By -

Belarmino Lins | Henrique Oliveira | Sidney Leite

A saída dos deputados estaduais Belarmino Lins e Sidney Leite do PROS (Partido Republicano da Ordem Social) acabou expondo uma crise interna vivida pela legenda há quase um mês, quando o presidente Henrique Oliveira, ex-vice-governador do Estado, reivindicou o direito a todos os cargos comissionados referentes aos cargos de líder e vice-líder do partido na Assembleia Legislativa.

Segundo uma fonte vinculada ao partido na Câmara Municipal de Manaus, a nota distribuída por Henrique à imprensa, frisando que os dois parlamentares “não farão falta” esconde, na realidade, o verdadeiro pano de fundo da crise do partido que era comandado por José Melo antes de ele ser cassado do cargo de governador juntamente com o vice, Henrique.

A crise, conforme a fonte, foi o verdadeiro motivo da saída de Belão e Sidney, que nos bastidores do Poder Legislativo não escondiam sua indignação com o fato de Henrique ter solicitado ao presidente da Aleam, deputado David Almeida, que lhe disponibilizasse todos os cargos em comissão concernentes à liderança e vice-liderança do Pros na Casa Legislativa.

“Ora, o Henrique, em primeiro lugar, queria atropelar o Regimento Interno da Aleam, e, em segundo, desrespeitava os únicos parlamentares do Pros no Parlamento Estadual. No entanto, esse absurdo foi brecado pelo deputado David, que procedeu com decoro e fidelidade ao Regimento, salvaguardando os direitos dos deputados Belarmino Lins, líder, e Sidney Leite, vice-líder”, esclareceu a fonte. Em peregrinação pelo interior do Estado, os dois parlamentares não foram localizados para falar sobre o assunto.  

Roberto Brasil