Guido Mantega adia novamente depoimento na CPI do BNDES

By -
Guido Mantega

Guido Mantega

O ex-presidente do BNDES e ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, solicitou novamente o adiamento do seu depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, que estava agendado para amanhã (terça-feira) ás 14 horas. Segundo Mantega, sua esposa, Eliane Berger Mantega, foi internada no dia 24 de setembro e está prestes a fazer uma cirurgia de alto risco.

O ex-presidente do Banco enviou um ofício ao Presidente da CPI do BNDES, Marcos Rotta (PMDB/AM), nesta segunda-feira (28.09), para requerer o adiamento da sua oitiva para o dia 27 de outubro.

“Diante da gravidade da situação e do longo período previsto para a sua recuperação, tomo a liberdade de sugerir a remarcação para o dia 27 de outubro corrente”, disse Mantega.

Marcos Rotta informou que a princípio fica reagendado a data que Mantega sugeriu, mas ressaltou que ainda vai deliberar essa questão com os membros da Comissão

“Como é uma situação relacionada à saúde, a comissão aceita a justificativa do ex-presidente, mas essa questão de uma nova data para a sua oitiva ainda será deliberada na CPI”, salientou.

Essa é a segunda vez que Mantega adia a seu depoimento na CPI do BNDES, utilizando a mesma justificativa, problemas de saúde da sua esposa. O ex-presidente atuou no BNDES entre Novembro de 2004 e março de 2006.

Roberto Brasil