Grandes nomes da Advocacia e Medicina marcam o primeiro dia do I Congresso Amazônico de Direito Médico

By -

img_2636

Teve início nesta sexta-feira (10) o I Congresso Amazônico de Direito Médico, evento realizado pela Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas por meio da Comissão de Direito Médico e Saúde. Realizado no Hotel Caesar Business Manaus, o encontro reuniu  grande público em torno de apresentações de grandes nomes das áreas da Medicina e do Direito

 

Estiveram presentes na mesa de abertura o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas (OAB/AM), Marco Aurélio Choy, a presidente da Comissão de Direito Médico e Saúde do Conselho Federal da OAB, Sandra Krieger, a presidente e vice-oresidente da Comissão de Direito Médico e Saúde da OAB/AM, Lídice Langbeck e Onilda Abreu, o Juiz de Direito do Estado do Amazonas, Flávio Henrique Albuquerque de Freitas, a promotora de saúde do Ministério Público Estadual (MPE-AM), Silvana Nobre Cabral, o Presidente da Sociedade Brasileiro de Cirurgia Plástica (SBCP), Luciano Chaves, o Coordenador Jurídico da Associação Médica Brasileira (AMB), Carlos Magno Michaellis Jr, o presidente do Conselho Regional de Medicina do Amazonas (CREMAM), José Bernardes Sobrinho, e o Presidente do Sindicato dos Médicos do Amazonas, Mário Vianna.

 

Durante a solenidade, o presidente da OAB/AM, Marco Aurélio Choy, falou sobre a constante busca da seccional Amazonas em levar aos profissionais conhecimentos em diversas áreas de atuação dentro da Advocacia.

img_2628

“Nós sempre temos como preocupação discutir temas diferentes que se apresentem como nichos de atuação para os advogados. É uma honra ter a presença de profissionais de tamanho gabarito nesse evento, e tenho certeza que esse encontro resultará em muito conhecimento, não só para a Advocacia como para a Medicina. Acredito que essa interdisciplinaridade será o grande diferencial desse evento”, disse.

 

Ainda durante a abertura, o presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Luciano Chaves, chamou a atenção para a importância do encontro entre as duas áreas.

 

“Hoje o Direito Médico é um segmento de extrema importância e inquietude, principalmente na relação entre médico e paciente. Precisamos aumentar o debate e o conhecimento entre os dois setores, nós médicos precisamos aprender mais sobre o jurídico, e vice-versa”, frisou.

 

O médico ressaltou ainda a importância do momento em que o encontro acontece. “Nós chegamos no Estado do Amazonas em um momento de turbilhão, em que pronunciamos uma grave denúncia envolvendo pacientes e médicos não especialistas em cirurgias plásticas ilegais. Esse evento é muito importante para que possamos debater isso em conjunto”, disse.

img_2636

O primeiro a palestrar no evento foi o Coordenador Jurídico da Associação Médica Brasileira, Carlos Magno Michaellis Jr, que falou sobre direito médico e defesa profissional. Michaellis aproveitou a ocasião para ressaltar a qualidade do trabalho desenvolvido pela seccional Amazonas na relação entre médicos e advogados.

 

“O trabalho da OAB/AM deve ser visto como referência em todo o Brasil, pela qualidade do nível técnico e institucional que apresenta em sua atuação em prol da advocacia e também da medicina”, ressaltou.

 

Um dos pontos altos do evento foi a apresentação do Presidente do Conselho Federal de Medicina, Carlos Vital Tavares Corrêa de Lima, que palestrou sobre a atual situação da Saúde no Brasil. Durante sua fala, o médico falou sobre a formação e preparação dos profissionais da área, histórico da situação da saúde no Brasil, dados sobre o Sistema Único de Saude (SUS), problemas enfrentados no dia a dia dos hospitais públicos do país, entre outros.

 

A programação do I Congresso Amazônico de Direito Médico segue até as 18h15 desta sexta-feira (14) e retorna às 9h deste sábado (15). Entre os temas que serão abordados no segundo dia de evento estão o gerenciamento de riscos na Saúde, segurança jurídica dos pacientes, negligência informacional, entre princípios éticos e legais nas decisões judiciais para admissão de pacientes em UTI sem vagas, entre outros.

Mario Dantas