Grandes emissoras de TV lutam pela transmissão do festival de Parintins

By -

 

bois-parintins

Ao contrário de alguns críticos que proclamam existir uma “mesmice” na apresentação de Caprichoso e Garantido que realizam no mês de junho o maior Festival da Região Norte, na cidade de Parintins. As quatro maiores emissoras do país iniciaram um jogo de bastidores no sentido de transmitir o evento. A guerra midiática foi aberta nesta semana, com executivos da TV Amazonas, afiliada de Rede Globo. Na ilha, a presidente do Caprichoso, Márcia Baranda e o presidente do Garantido, Telo Pinto, assinaram um protocolo de intenção na presença de Phelippe Daou Júnior. Em Manaus, na quarta-feira, executivo da TV Acrítica, afiliada a Rede Record, de Cristina Caldeirado, assinaram com o presidente do Garantido igual protocolo de intenção. Esse documento estipula que até o mês de março de 2013 as agremiações decidirão pelo SIM ou Não em assinar o contrato de transmissão. Até o final de semana, A TV Rio Negro, afiliada da Rede Bandeirantes e TV Em Tempo, afiliada do SBT também irão apresentar protocolo de intenção de transmissão.

SBT, BAND e GLOBO já transmitiram Festival

Das quatro emissoras com interesse no evento folclórico, apenas a Rede Record ainda não teve os direitos de imagens do Festival de Parintins. Durante os anos de 1994 a 1999 a TV Amazonas era a detentora do direito de imagem e transmissão, juntamente com o Amazonsat; A partir do ano 2000, a emissora SBT  adquire com exclusividade o direito das transmissões que contou com a parceria de 8 anos, até o ano de 2007. Em abril de 2008 A Rede Bandeirantes de Televisão Band fecha contrato com os bumbá com a bagatela de R$ 10 milhões de reais, até 2012.

Nessa guerra midiática envolvendo a princípio as afiliadas da Rede Globo e Rede Record, além dos presidentes de Caprichoso e Garantido.O secretário de cultura Robério Braga e governador Omar Aziz (PSD) serão consultados e vão participar ativamente das negociações.  

Estima-se que entre a movimentação financeira dos bumbás Caprichoso e Garantido, investimentos dos governos estadual e federal, recursos de empresas privadas e dinheiros despejados por turistas, ultrapasse os R$ 50 milhões em Parintins durante o mês de maio e junho.///Hudson Lima 

Redação