Governos do Amazonas e Coreia anunciam parceria para construção de navio-hospital

By -
"Vamos trazer a tecnologia que a Coreia tem na área de medicina e colocar em navios para prestar os serviços de saúde para nossos ribeirinhos'", afirmou José Melo

“Vamos trazer a tecnologia que a Coreia tem na área de medicina e colocar em navios para prestar os serviços de saúde para nossos ribeirinhos'”, afirmou José Melo

Em parceria com a Coreia do Sul, o Governo do Amazonas começa a desenvolver em setembro o projeto de construção de um navio-hospital para atendimentos médicos itinerantes nos municípios do interior. Nesta quinta-feira (27), o governador José Melo debateu as prioridades do novo programa de cooperação em saúde com o embaixador da Coreia no Brasil, Jeong-Gwan Lee. A Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam) vai coordenar o grupo de trabalho com o objetivo de definir os serviços, mapear investimentos e estabelecer as estratégias e o cronograma de atuação.

 O navio-hospital será dotado com novas tecnologias na área de saúde e de transmissão de informações online. A expectativa é que a embarcação amplie o leque de serviços à população oferecendo acesso a atendimentos da atenção básica, exames especializados e até cirurgias de média complexidade. Haverá atendimentos presenciais e através da telemedicina. “Vamos trazer a tecnologia que a Coreia tem na área de medicina e colocar em navios para prestar os serviços de saúde para nossos ribeirinhos, a exemplo do que já fazemos com o barco PAI (Programa de Atendimento Itinerante)”, explica o governador.

Durante reunião na sede do Governo do Estado, na zona oeste de Manaus, a comitiva coreana conheceu o funcionamento do projeto barco PAI, que garante serviços nas áreas de saúde, previdência e cidadania, com acesso à rede bancária e à emissão de documentos. A embaixatriz Coreana no Brasil, Jong Ran Park, representantes do governo e empresários coreanos faziam parte da comitiva.

José Melo explicou que o foco do projeto com a Coreia é a área de saúde. “Será um barco com tecnologia de medicina capaz de atender os nossos ribeirinhos, transmitir dados de imagens e atender de forma mais rápida e eficiente nessa área tão importante que é a medicina”, disse.

Liderada pela Susam, a comissão formada por representantes e pesquisadores do governo coreano, da Universidade de Taubaté e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) deverá entregar em até 30 dias o primeiro relatório com o levantamento técnico para execução da empreitada.

O projeto será custeado pelo governo federal coreano e a ideia é que a embarcação seja construída no Brasil, com a tecnologia importada daquele país, afirmou o embaixador Jeong-Gwan Lee. “O governo da Coreia juntamente com o Estado do Amazonas estão nesse primeiro momento estabelecendo um grupo de trabalho com pesquisadores para construir esse barco usando tecnologia coreana, e financiados 100% por um fundo coreano, e depois implementar dando atenção nas comunidades ribeirinhas”.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Pedro Elias, que será o coordenador do grupo de trabalho que desenvolve o projeto, o navio-hospital trará avanços significativos também na área de telessaúde com a importação da tecnologia de transmissão de dados da Coreia.

“O projeto prevê três etapas. Coleta de dados, atendimento que vai da saúde básica suplementar, até a média e alta complexidade. O importante disso é que vem tecnologia embarcada de transmissão de dados. Com a dificuldade que temos hoje por questões de conectividade, eu penso que a tecnologia que os coreanos vêm trazer deve ajudar muito nesse sentido”, disse o governador.

Roberto Brasil