Governo vai tentar tentar oferecer a fosfoetanolamina no Amazonas

By -

pilula-do-cancerO deputado Sinésio Campos (PT) disse, nesta quarta-feira (27), da tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) que a Secretaria de Estado da Saúde irá se mobilizar para firmar convênio de pesquisa clínica para distribuir o medicamento à base de fosfoetanolamina, conhecida popularmente como “pílula do câncer”, a pacientes da rede de saúde local. Convênio seria semelhante ao firmado pela  Universidade de São Paulo (USP) para os testes da pílula no Hospital de Amaral de Carvalho localizado na cidade de Jaú-SP.

Sinésio informou que esteve reunido com o governador José Melo (PROS), na terça-feira (26), acompanhando por uma comissão de pacientes com câncer que fizeram o uso da pílula e apresentaram melhora. “O governador José Melo definiu dizendo que não somente assinou lá atrás a petição para que a Anvisa liberasse, mas que de pronto mobilizou a equipe da área da saúde para que pudessem fazer parcerias e convênios para que o Amazonas possa ter a liberação da pílula do câncer e da fosfoetalonamina para as pessoas”, afirmou.

O parlamentar lembrou que na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon) existem vários pacientes em fase terminal que não respondem mais a quimioterapia e nem a radioterapia e poderiam testar o medicamento. “Só quem calça é quem sabe onde o sapato aperta. Na Fundação Cecon há pessoas definhando, morrendo, sem perspectiva nenhuma. Para alguns a radioterapia e a quimioterapia até fazem efeito, mas para outros não. Pessoas que os médicos já liberaram para ir para Casa esperar o fim”, explicou.

Uma lei que permite o uso e distribuição da substância foi aprovada em março no Congresso, e sancionada no último dia 14 de abril pela presidência da República, mas aguarda registro e liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Roberto Brasil