Governo vai destinar R$ 53 milhões para obras de recuperação do sistema viário de Coari

By -

“Temos um planejamento que contempla ações que vão impactar positivamente na vida da população, como as que serão feitas em Anori e Coari”, destacou David Almeida

Em visita ao município de Coari nesta quarta-feira, 19, o Governador David Almeida anunciou o repasse de R$ 53 milhões, que serão destinados para a recuperação do sistema viário da cidade. Duas estradas serão afastadas e aproximadamente 45 quilômetros de vias vão ser recuperados. 

De acordo com David Almeida, os investimentos para o município foram definidos nos primeiros dias de sua gestão – no mês de maio-  quando o prefeito de Coari, Adail Filho, apresentou as principais demandas durante reunião com o Governador.  

“Assim que assumi o Governo, o prefeito me procurou preocupado com o sistema viário da cidade. Nunca fomos aliados políticos, mas é o que sempre digo: quando os políticos brigam, o povo sofre. Por isso, quero me unir ao prefeito em benefício da população, sem cores e bandas partidárias, mas sempre em benefício da população”, ressaltou.  

Para a recuperação viária da cidade serão destinados R$15 milhões que vão contemplar aproximadamente 45 quilômetros de vias. Duas estradas, Itapéua e Mamiá, serão asfaltadas com recursos de aproximadamente R$23 milhões. Numa segunda etapa, de acordo com David Almeida, serão liberados mais R$15 milhões para a recuperação de novas ruas.  

“Estou percorrendo os municípios do Amazonas, desde que assumi o cargo de Governador. Esse é o décimo nono município que visito e ainda pretendo visitar mais 20 ao longo desses dois meses. Para isso, temos um planejamento que contempla ações que vão impactar positivamente na vida da população, como as que serão feitas em Anori e Coari”, destacou.  

Além de obras do sistema viário, o município vai ganhar uma escola de tempo integral para somar com outras obras que beneficiam a área de Educação. “Mês passado seis escolas aqui do município foram reformadas. Em breve será construída uma escola de tempo integral com 12 salas”, explicou David.

Roberto Brasil