Governo do Estado, Prefeitura de Manaus e Amigos Solidários realizam ação social na Japiinlândia

By -

P1040364

Da Redação – Neste sábado (02), o Governo do Estado do Amazonas, Prefeitura de Manaus e os Amigos Solidários realizaram ação social na Escola Estadual Lucinda Félix de Azevedo, localizada na rua 52, s/n, bairro Japiimlândia, zona sul de Manaus. Foram disponibilizados serviços de embelezamento, saúde, documentos.

O Governo do Amazonas através da Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab) e o Sistema Nacional de Emprego (Sine) atendeu no seguro desemprego exigindo os documentos (guia do requerimento do seguro desemprego, carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante do PIS, comprovante de saque do FGTS, rescisão de contrato, escolaridade e residência comprovada), bem como também disponibilizou o cadastro emprego, a primeira e segunda vias da carteira de trabalho e o CPF.

P1040335

O Diretor Geral da Setrab, Arilson Vieira, informou que todos os serviços foram disponibilizados para que o trabalhador possa contar com todos os documentos necessários na procura de um emprego e apontou ser a carteira de trabalho a principal demanda. Anunciou ainda que nos próximos dias graças a um convênio com a Secretaria de Segurança (SSP-AM) a equipe itinerante poderá emitir diretamente estes documentos para facilitar tal serviço à população.

P1040356

A Coordenadora dos Amigos Solidários, Rosa Alice Nobre, destacou a parceria com a Secretaria Municipal da Mulher, Ação Social e Direitos Humanos (Semmasdh) e juntos disponibilizaram serviços de embelezamento (corte de cabelo, design sombra celha, limpeza de pele, maquiagem e outros) e consultas jurídicas através da Unidade Móvel de Acolhimento à Mulher. A doutora Ana Amélia apontou ações de família (pensão alimentícia, divórcio, entre outros) como sendo as demandas da população.

Dificuldade na aprendizagem

Klyssia de Fátima diretora da escola

A diretora da Escola Estadual Lucinda Félix de Azevedo, Klyssia de Fátima Vasconcelos Pinto, ressaltou os 37 anos da escola que atende 600 alunos de 1º ao 5º ano. “A maioria vem de famílias carentes e o que precisamos melhorar é o acompanhamento dos pais nos estudos e atividades escolares dos seus filhos, isto é importante pela dificuldade de aprendizagem dos alunos. Uma das metas é melhorar a nossa relação com a comunidade especialmente porque muitos pais de família estão desempregados e os jovens não contam com documentos e também queremos melhorar a auto estima das mulheres, por conta disto os serviços foram disponibilizados”.

P1040344

A escola ainda oferece a seus alunos aulas de reforço (matemáticas e português) e outros como xadrez, dança e radio pelo \Programa Mais Educação subsidiado pelo Ministério de Educação.

Falta segurança

P1040363

A moradora de Japiinlândia, dona Roxilam Costa Ribeiro disse “aqui falta segurança, temos que ligar para o 3º DIP para dar segurança com a Ronda do bairro nos horários de ingresso e saída dos alunos na escola porque os assaltos tem aumentado, tem roubo de celulares e também há roubos quando as pessoas chegam nas suas casas a noite de carro e aparecem motoqueiros para assaltar” (Mercedes Guzmán)

Mario Dantas