Governo do Estado inicia ações de crédito rural nos municípios do Amazonas

By -
As ações são executadas pela AFEAM com apoio do IDAM

As ações são executadas pela AFEAM com apoio do IDAM

Iniciou no mês de abril, nos 62 municípios do Amazonas, a primeira etapa de atividades referentes às ações de crédito para o setor primário em 2015. Neste ano, o Governo do Estado disponibilizou para o setor recursos de mais de R$ 20,6 milhões para financiamentos.

As ações são executadas pela Agência de Fomento do Amazonas (Afeam) com apoio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), que, como parceiro técnico, atua nas áreas rurais.

O diferencial deste ano para o setor primário é que os agricultores terão um prazo maior (de abril a outubro) para apresentar propostas e documentações necessárias, ampliando as chances de atender os requisitos para aprovação do financiamento.

De acordo com o gerente de Crédito Rural do Idam, Airton José Schneider, todos os técnicos dos escritórios locais do Idam já receberam as informações e orientações sobre os procedimentos de cada etapa a ser realizada, que inclui as atividades que serão financiadas, os documentos mínimos a serem apresentados e os instrumentos administrativos utilizados em todo o processo.

Neste primeiro momento, os técnicos já visitam as localidades rurais para identificação de proponentes, verificando o potencial de cada localidade e orientando os agricultores conforme a necessidade existente na propriedade. Na ocasião também são coletados dados dos imóveis rurais.

Para o diretor-presidente do Idam, Edimar Vizolli, a iniciativa vai proporcionar o aumento das atividades agropecuárias de maior potencial nos municípios do Amazonas, além gerar novos postos de trabalho e renda no meio rural.

Banco do Povo – Dos mais de R$ 20,6 milhões disponibilizados para financiamentos no setor primário, R$ 14,4 milhões serão direcionados para o novo programa estadual de microcrédito Banco do Povo, que oferecerá a agricultores do Amazonas financiamentos entre R$ 500 até R$ 15 mil. Como forma de desburocratizar o acesso ao financiamento, o agricultor não precisará apresentar avalista nesta linha de crédito.

Em Manacapuru, onde já existe uma unidade-polo do Banco do Povo, a equipe técnica do Idam já está visitando os agricultores das comunidades Lago do Calado, Parú, ramais do Laranjal e Acajatuba, além das estradas Manoel Urbano e Novo Airão, para em breve serem contemplados com o benefício.

Acesso ao crédito – Para o agricultor que deseja ter acesso às linhas de crédito, primeiramente deverá possuir um imóvel rural e ter acesso ao local o ano inteiro, comprovar o direito de propriedade e apresentar condições mínimas para o desenvolvimento da cultura/atividade, além de documentos pessoais (regularizados). Qualquer dúvida o agricultor pode procurar o escritório local do Idam de seu município ou entrar em contato com a gerência de Crédito Rural na sede do Idam Central (3614-8177).

Roberto Brasil