Governo do Amazonas participa do Fórum de Governadores da Amazônia

By -
O Amazonas será representado pelo governador José Melo

O Amazonas será representado pelo governador José Melo

O Governo do Amazonas participa nesta sexta-feira, 20, da 12ª edição do Fórum de Governadores da Amazônia, que será realizado em Belém, no Pará. O evento reúne líderes dos nove estados que compõem a Amazônia Legal para discutir temas fundamentais para resguardar os interesses da região. O encontro ocorrerá no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, na capital paraense.

O Amazonas será representado pelo governador José Melo e pelo secretário de Estado do Meio Ambiente (Sema), Antonio Stroski. Eles devem expor importantes contribuições para o fechamento da linha de defesa da região amazônica da pauta que será apresentada na 21ª Conferência do Clima (COP-21), que acontece em dezembro, em Paris, na França.

A COP-21 é uma das principais pautas do Fórum de Governadores da Amazônia e o intuito dos líderes da região amazônica é construir, por meio de um processo participativo, uma proposta que agregue valor no acordo global para o clima que deve ser consolidado na conferência. A sugestão do Amazonas é que a linha de defesa dos estados amazônicos seja traçada observando as particularidades da Amazônia que são únicas comparadas às demais regiões do País.

Outro destaque é o acordo de cooperação que será assinado pelos gestores das Secretarias de Meio Ambiente da Amazônia para o aperfeiçoamento da área de inteligência para prevenção e combate às infrações e crimes ambientais. No entanto, temas como a pactuação da Agenda Criança Amazônia, que garante direitos de crianças e adolescentes amazônidas, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), e a crise econômica brasileira também farão parte dos debates.

Reforma econômica – A preocupação com o cenário financeiro é um tema em comum entre os chefes dos executivos estaduais da região amazônica que pretendem propor uma reforma econômica para ajudar a União a contornar as atuais dificuldades. A proposta também integra as ações do Movimento Brasil Competitivo, cujos representantes farão uma das palestras no fórum sobre o assunto.

Governadores do Amazonas, Amapá, Acre, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins assinarão, ao final do fórum, a Carta Belém, com as propostas e compromissos firmados durante os debates.

Roberto Brasil