Governo do Amazonas e TRE firmam convênio para cadastramento biométrico dos eleitores

By -

tregov

O Governo do Amazonas e o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) firmaram nesta segunda-feira, 25 de maio, uma parceria para o cadastramento biométrico dos eleitores em Manaus. O convênio foi assinado pelo governador José Melo e pela presidente do TRE-AM, desembargadora Socorro Guedes, e prevê investimentos da ordem de R$ 2,4 milhões para ampliar o cadastramento biométrico dos eleitores da capital. Os recursos são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).Com a parceria, a Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (AADES) será responsável pela contratação de 350 estagiários de nível superior para atuar nos postos de biometria do TRE em Manaus. Seis novos postos serão instalados pelo TRE-AM dentro da meta de cobrir toda a capital com a biometria até janeiro de 2016. A partir deste prazo, quem não tiver atualizado o título eleitoral com a biometria terá problemas com a justiça eleitoral e não poderá votar.

José Melo ressaltou o esforço do Tribunal em avançar na modernização do sistema eleitoral e na segurança do processo de votação. “Isso vai ser muito importante. Primeiro porque é uma imposição de lei, e Manaus, por ser uma cidade espalhada, exige muitos pontos. O Tribunal foi em busca disso e com certeza chegará ao final do ano com a biometria concluída. Isso vai ser muito importante para o processo democrático, garantindo que o voto dado nas urnas seja respeitado”, enfatizou o governador.

O convênio tem duração de dez meses. Após o encerramento do prazo de biometria do eleitorado da capital, municípios do Careiro Castanho, Autazes e Silves serão atendidos com a biometria itinerante. De acordo com o TRE-AM cerca de 110 mil eleitores em Manaus já passaram pela biometria. A capital é o maior colégio eleitoral do Estado, com 1,2 milhões de eleitores cadastrados nos cartórios eleitorais, o que representa 55,8% do total de eleitores do Estado.

Segundo a presidente do TRE-AM, até as eleições do ano passado o órgão realizou biometria em municípios da Região Metropolitana de Manaus. A expectativa é que nas próximas eleições 72% do eleitorado amazonense já vote com a biometria.

“O equipamento já chegou à justiça eleitoral e vamos montar os seis pontos. Queremos fazer de Manaus uma grande rede para a biometria, em que o eleitor não precise se deslocar muito. Será um atendimento de qualidade. Em cada ponto de biometria, será um cartório eleitoral com servidores da justiça eleitoral à frente”, afirmou a desembargadora, ressaltando que a Arena da Amazônia deve ser um dos pontos de atendimento do eleitor.

Atualização – De acordo com o TRE-AM, o recadastramento biométrico consiste na atualização das informações dos eleitores e na coleta dos dados biométricos, como a impressão digital dos dez dedos, foto em alta resolução. O novo título eleitoral representa maior segurança do sistema de votação. Com a tecnologia, o órgão pretende inviabilizar fraudes no processo de votação como a possibilidade de uma pessoa votar pela outra.

Para fazer o cadastramento, os eleitores devem fazer o agendamento através do site do TRE-AM. (www.tre-am.jus.br). O cadastramento em Manaus só é válido para os eleitores da capital. “Se você mora em Manaus e é eleitor de outro município e não tiver intenção de votar aqui não fará a biometria nesse momento. Quem for eleitor de Manaus e não fizer a biometria simplesmente não terá mais o seu título”, explicou a desembargadora.

O aviso de seleção para os estágios será divulgado na próxima semana. A seleção é direcionada a estudantes de nível superior regularmente matriculados em instituições públicas ou particulares de ensino. O estágio é de seis horas e a bolsa é no valor de R$ 512 mais auxílio transporte. O estágio começa no mês de junho e se estende até o mês de abril de 2016.

Mario Dantas