Governo do Amazonas e Inpa realizam soltura de peixes-boi em Beruri

By -

Foto: Fernanda Farias/Inpa

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa), realiza neste sábado (31) e domingo (1 de abril), a soltura de 10 peixes-boi na comunidade rural Itapurú, no munícipio de Beruri (distante 265 quilômetros de Manaus).

De acordo com o secretário da Sema e presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Inpa), Marcelo Dutra, esta será a maior soltura de peixe-boi no Brasil com o apoio técnico do Governo do Estado dentro de uma Unidade de Conservação (UC) ao Programa de Reintrodução de Peixes-Bois do Inpa, criado há dez anos.

Dutra disse que, desde quando o novo governo assumiu o Estado, a Sema vem fortalecendo o trabalho de manejo de espécies em extinção, como e o caso do peixe-boi e de tartarugas, reproduzidas nas comunidades rurais e indígenas e que estão sendo devolvidas a natureza dentro de um projeto de sustentabilidade e interação com as 43 RDSs estaduais e os moradores do interior.

O gestor da RDS Piagaçu-Purus, Cristiano Neves, disse que, em 10 anos, foram soltos 17 peixes-boi naquela UC e que a última reintrodução do animal a natureza aconteceu em 2017, quando foram devolvidos cinco exemplares da espécie , sendo três machos e duas fêmeas.

O trabalho de pesquisa com os animais é coordenado pela pesquisadora do Inpa, Vera Silva, líder do Laboratório de Mamíferos Aquáticos (LMA) e conta com a parceria do projeto Museu na Floresta, uma cooperação científica entre o Inpa e a Universidade de Kyoto (Japão)be a Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa).

Roberto Brasil