Governador José Melo afirma que intervenções são fundamentais para mobilidade na capital

By -
As obras abrirão mais de 20 quilômetros de novas avenidas de grande porte na cidade

As obras abrirão mais de 20 quilômetros de novas avenidas de grande porte na cidade

A mobilidade urbana em Manaus e o transporte de cargas das empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) ganharão melhorias com a abertura de novos eixos viários na capital, como a avenida das Flores e do anel viário sul, afirmou o governador José Melo nesta segunda-feira, 19 de outubro, durante fiscalização ao canteiro de obras dos dois empreendimentos em Manaus. Com investimentos que totalizam R$ 283,4 milhões, as obras abrirão mais de 20 quilômetros de novas avenidas de grande porte na cidade, criando alternativas para a locomoção e estabelecendo uma via expressa entre o Distrito Industrial e o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes.

Em visita ao canteiro das obras, para acompanhar o andamento dos trabalhos, José Melo confirmou para dezembro deste ano a inauguração do primeiro trecho de 6,5 quilômetros da avenida das Flores. A obra foi a primeira a receber a visita do governador e comitiva formada por deputados estaduais e o secretário de infraestrutura, Gilberto de Deus. “A cidade de Manaus carece de grandes avenidas para que o trânsito possa escoar com mais facilidade. Entre as obras importantes que estamos trabalhando está a avenida das flores, que vai permitir aliviar a Torquato Tapajós, uma vez que ela vai ficar paralela conectando com a avenida das Torres e oferecendo alternativa ao trânsito que vem das zonas norte e leste”, destacou o governador.

melo-vistoria-avenida-das-flores-03O trecho de 6,5 quilômetros da avenida das Flores, que deve ser inaugurado em dezembro, vai da avenida 7 de abril, no bairro Santa Etelvina, até o quilômetro 19 da AM-010. Todo o trecho já recebeu a primeira camada de asfalto e agora está passando por obras de construção de meio fio e calçadas.

Com mais de 11 quilômetros de extensão, a avenida das Flores abrirá nova rota de escoamento do trânsito na zona norte de Manaus, continuando a avenida Governador José Lindoso (avenida das Torres) e interligando-se a AM-010 (Manaus-Itacoatiara). O investimento é de R$ 202,3 milhões. A nova avenida será conectada aos anéis viários sul e leste, projeto do Governo que criará um amplo corredor de mobilidade urbana que vai interligar o Distrito Industrial ao Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, no Tarumã, zona oeste. A previsão é que a avenida das Flores seja completamente entregue até o final do ano que vem.

melo-vistoria-avenida-das-flores-02Comemorando o avanço das obras, José Melo afirmou que os projetos são fundamentais para Manaus. Pela manhã, o governador também vistoriou as obras do anel viário sul, no bairro do Tarumã, zona oeste da cidade. “Nosso aeroporto é o segundo em cargas do país, só perde para Guarulhos, por conta da movimentação de cargas das empresas do polo industrial e quando os anéis ficarem prontos todo o tráfego que sai do Distrito Industrial no sentido do aeroporto, ou no sentido da zona oeste da cidade, poderá ser feito por uma via expressa. Vamos desafogar o trânsito da população e facilitar esse transporte para as empresas. São obras fundamentais para a cidade de Manaus”, disse.

O anel viário sul tem início na avenida Santos Dumont e vai até o complexo José Henriques (Tarumã/Santa Etelvina). Com ele, a Estrada do Tarumã será duplicada e haverá a implantação de 14 baias para paradas de ônibus. Com investimento da ordem de R$ 81,1 milhões, o projeto prevê que o anel sul seja implantado em um total de 8,3 quilômetros, uma via de mão dupla com três pistas de rolamento em cada um dos lados, e passeios laterais. “Em mais dois verões vamos concluir os anéis viários”, afirmou José Melo.

Roberto Brasil