Governador José Melo abre oficialmente os trabalhos de agendamento para recadastro biométrico neste ano

By -
Segundo José Melo, a meta é que todos os eleitores amazonenses já tenham feito o cadastro biométrico em 2016

Segundo José Melo, a meta é que todos os eleitores amazonenses já tenham feito o cadastro biométrico em 2016

O governador do Amazonas, José Melo (PROS), abriu oficialmente nesta quarta-feira (11) os trabalhos de pré-agendamento neste ano para os eleitores da capital efetuarem o recadastro biométrico para as eleições gerais de 2016. A meta do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) e do Executivo estadual é alcançar a totalidade dos eleitores da capital (1,203 milhão) até meados de janeiro do próximo ano.

Melo explicou que o uso da biometria garantirá mais segurança e celeridade ao processo e eliminará possíveis fraudes. Segundo ele, a partir da implantação ainda no fim do ano passado do novo sistema, que consiste na identificação por meio das impressões digitais, o Amazonas dá um grande passo em termos de modernidade do processo eleitoral e se torna um paradigma para outras regiões em termos de qualidade, segurança e organização do pleito.

melo-biometria-tre-01“Eu queria ressaltar minha alegria de afirmar que o Amazonas está muito à frente de outras regiões nesse quesito. Agora temos de fazer um esforço conjunto com o TRE e todos os órgãos públicos que compõem o Estado para até o próximo pleito termos todos os eleitores com o cadastro biométrico realizado. Isso acontecendo, o Amazonas então despontará como o primeiro Estado brasileiro a alcançar tal façanha”, disse o governador José Melo.

Simultaneamente ao recadastramento biométrico, o TRE também fará o rezoneamento eleitoral em Manaus como forma de corrigir distorções na distribuição de pessoas nas zonas eleitorais. Para isso, é importante que os cidadãos levem um comprovante de residência para que ele seja deslocado para um local de votação mais próximo de sua residência.

melo-biometria-tre-02Para a presidente do TRE-AM, Socorro Guedes, o serviço de agendamento traz a grande vantagem de o cidadão escolher o horário, compreendido entre as 7h e 12h para o seu atendimento. Ela explicou que, por enquanto, o TRE deve ficar atendendo, em média, 500 pessoas por dia, sendo 300 senhas disponíveis para o agendamento de recadastro biométrico e o restante para  distribuição de senhas, mas espera ampliar o número de pessoas atendidas a partir da chegada de mais kits do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já na próxima semana. “Quem não fizer a biometria não poderá votar nas eleições de 2016”, alertou a desembargadora.

Roberto Brasil