Governador David Almeida tem encontro com presidente Michel Temer

By -

G0v. David Almeida

Em sua primeira agenda como chefe do Executivo estadual, em Brasília, o governador David Almeida tem agenda marcada logo mais, às 16h (horário de Brasília), com o presidente da República, Michel Temer. “Vou tratar dos interesses do Estado. Não vou perder a oportunidade de pedir pelo Amazonas em tudo aquilo que ele, como presidente da República, puder colaborar”, disse o governador.

A agenda de David Almeida na capital federal iniciou às 9h (horário Brasília), com uma reunião com a Diretoria Executiva do Banco do Brasil, ao lado do senador Omar Aziz e do deputado federal Pauderney Avelino. Eles trataram da liberação de um empréstimo de R$ 300 milhões, que já estava em andamento.

Os recursos, que devem sair em no máximo 60 dias, segundo previsões do diretor Executivo do Banco do Brasil, João Emmanoel Rondon, serão usados em sua maioria para obras de infraestrutura no interior do Estado. Também estão previstas aplicações na saúde, segurança, produção rural, regularização fundiária e habitação.

Antes da reunião com Michel Temer, no Palácio do Planalto, o governador vai à Cooperação Andina de Fomento (CAF) falar com o diretor Victor Rico, onde tratará da liberação de crédito externo para projetos de interesse do Estado, dentre os quais as obras da Cidade Universitária.

“Vamos tratar, inclusive, desses assuntos com o presidente também. Já temos o aval da Secretaria do Tesouro nacional (STN), mas não podemos perder a oportunidade para que esses recursos sejam liberados e nós possamos fazer mais pela população do interior”, disse o governador. Segundo ele, um outro empréstimo de R$ 240 milhões está em vias de negociação com o Banco do Brasil.

Zona Franca – David Almeida também esteve reunido com os deputados federais Átila Lins (PSD) e Pauderney Avelino (DEM), e com o senador Omar Aziz (PSD), pela manhã, na Câmara dos Deputados, em Brasília, para articulações políticas em prol da Zona Franca de Manaus (ZFM). À tarde, no plenário da Câmara, será votado, o texto do Projeto de Lei Complementar (PLP 54/15) que convalida isenções fiscais de Impostos Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) concedidas no âmbito da guerra fiscal entre os estados brasileiros.

Semana passada uma equipe técnica do governo enviada por David Almeida a Brasília, com auxílio de parlamentares da bancada do Amazonas, conseguiu costurar pontos importantes que minimizam os impactos à Zona Franca de Manaus.  O principal dele é a retirada do texto do projeto da chamada “cola”, quando o mesmo incentivo fiscal podia ser estendido a outras unidades da federação.

Mario Dantas