Google apresenta Oreo, a nova versão do Android

By -

Atualização promete maior fluidez na tela e melhoras em quesitos como a duração da bateria, segurança, e mais velocidade ao ligar o aparelho

Google apresentou nesta segunda-feira uma nova versão do sistema operacional Android, chamada Oreo, que promete melhoras na eficiência, na velocidade e na segurança dos dispositivos. A empresa tradicionalmente dá nomes de doces às versões do sistema, com a letra inicial da sequência do alfabeto – a versão anterior era Nougat (torrone).

Dentre as novidades mais sensíveis, a nova versão da plataforma busca oferecer uma maior fluidez nas experiências da tela e aperfeiçoar aspectos “vitais”, como a duração da bateria e a segurança, além proporcionar mais velocidade ao ligar o aparelho.

Uma de suas bases é o sistema de “imagem sobre imagem”, que possibilita realizar duas tarefas simultaneamente, como olhar o calendário durante uma videochamada pelo Google Duo. Esta opção multitarefa permitirá “enviar textos, navegar pelo site e ler e-mails enquanto se vê um vídeo do YouTube”, segundo o Google.

Outro recurso é a função de seleção de texto inteligente para reconhecer, por exemplo, endereços completos e números de telefone ou e-mails, e colá-los com um duplo clique em diferentes aplicativos. O sistema traz um redesign de sua coleção de emojis, que ganha 60 novos ícones.

Segurança

Em relação à segurança dos dispositivos, o Oreo faz uso maior da ferramenta Play Protect, um serviço lançado em maio. O recurso promete atuar especialmente nos aplicativos potencialmente perigosos e deve escanear mais de 50 bilhões de apps por dia em todos os dispositivos Android do mundo, segundo Google. O serviço funcionará em conjunto com a loja oficial de aplicativos, a Play Store.

O número de aparelhos com o sistema operacional é de cerca de 2 bilhões. Além disso, Android Oreo inclui uma função para poder localizar, bloquear e desligar o dispositivo de maneira remota.

A atualização operará primeiro nos smartphones Google Nexus e nos tablets Google Pixel, e estará disponível na sua plataforma de código aberto Android Open Source Project.

EFE

Roberto Brasil