Golpe de estado na Bica

By -

{youtube}mhGEi7Lm6oc{/youtube}

A Banda Confraria do Armando (Bica) é a maior, mais amada e mais apaixonante da cidade. Dificilmente deixará de sê-lo. Por isso mesmo, quando publicamos essa nota queremos deixar esse ponto muito bem claro. Tanto deixar cristalino de que sempre houve na Bica normas elementares de democracia universal. Por isso mesmo, ficamos boquiabertos quando ao arrepio dessa tradição democrática, um “golpe de estado” foi perpetrado no curso da escolha do samba-enredo da banca e se escolheu pelo alto, na melhor tradição golpista, o samba-enredo, sepultando uma disputa mais do que salutar para a Bica. Todos sabem que já existia uma música composta por dois membros da banda (Davi Almeida e Orlando) e que iria disputar de forma aberta e franca a vontade da maioria dos biqueiros. Mas há gente que não gosta mesmo de disputa na Bica e prefere usar seus poderes para impor goela abaixo suas vontades particulares. Tudo bem não vamos desconehcer ou escamotear que muitas vezes é assun que se processam as decisões na banda mais querida e popular da cidade. Nem por isso deixaremos de ser biqueiros. Perdemos o samba-enredo sem o direito de ternos disputado. Mas não o tema – “A Farsa do Ovo”, lançada por nós como tanto outros temas ao longo dos anos, foi uma vitória particular nossa. O tema já estava irreversível na massa de biqueiros e seria difícil mesmo mudar. Mas biqueiro que se preza tem espírito democrático e por isso não vai ligar para rasteira e rabo de arraia, vamos ao maior carnaval de Manaus. Aos nossos leitores que aprovaram a música de Davi Almeirda vai aí um palinha, que aliás foi o compositor das últimas versões da Banda da Bica.

Redação