Gatlin estraga a festa de Bolt e é campeão mundial dos 100m

By -

Gatlin cruza à frente de Bolt, que leva o bronze; Coleman é prata (Foto: Reuters)

A expectativa por um grand finale na carreira do velocista mais vencedor de todos os tempos fez com que os holofotes ignorassem a ameaça que se desenhava. Enquanto Usain Bolt se despedia, um velho conhecido apresentava suas credenciais como o maior estraga-prazeres do Mundial de Londres. Vaiado todas as vezes que pisou na pista do Estádio Olímpico de Londres, Justin Gatlin foi comendo pelas beiradas sem alardes. Quando chegou a hora, mais uma vez ignorou o público para voar na pista. Cravou 9s92, sua melhor marca na temporada e sagrou-se bicampeão mundial dos 100m. O título anterior foi conquistado há 12 anos, em Helsinque 2005.

Após fazer sinal de silêncio para a torcida, Gatlin reverenciou Bolt. O jamaicano, que largou muito mal e foi incapaz se recuperar mesmo fazendo seu melhor tempo no ano (9s95), terminou em terceiro lugar. A medalha de prata foi para o novato Christian Coleman, selando a dobradinha americana com 9s94.

A carreira de Bolt, no entanto, ainda não chegou ao fim. O jamaicano terá a chance de se redimir como último homem do revezamento 4x100m da Jamaica em busca do pentacampeonato da prova. As eliminatórias serão às 6h55 (horário de Brasília) do próximo sábado, dia 12 de agosto. Normalmente o Raio só corre as finais, mas desta vez há a expectativa sobre sua participação também nesta primeira fase. A disputa de medalhas será no próprio sábado, às 17h50.

Globo Esporte

Roberto Brasil