Furacão Matthew deixa 842 mortos no Haiti e perde força ao chegar à Flórida

By -
O furacação Matthew deixou mais de 330 mortos no Haiti

O furacação Matthew deixou mais de 330 mortos no Haiti

O furacão Matthew está se movendo paralelamente à costa leste da Flórida, nos Estados Unidos, no início desta sexta-feira. Segundo o Centro Nacional de Furacões o fenômeno passou da categoria 4 para a categoria 3 esta noite (a máxima é de 5), mas o “olho do furacão é extremamente perigoso”. Segundo a agência de notícias “Reuters”, pelo menos 842 pessoas morreram em terra firme no Haiti, onde o furacão estava na categoria 4.

A agência de defesa civil do Haiti, que demora para coletar números, disse mais cedo que 271 pessoas morreram pela tempestade. Cerca de 61.500 pessoas continuam em abrigos, relatou a agência.

O Haiti foi devastado pelo furação

O Haiti foi devastado pelo furação

Depois de passar pelo Caribe, o furacão provocou evacuações em massa nos estados da Flórida, Geórgia, Carolina do Norte e Carolina do Sul. O centro da tempestade está previsto para passar pela costa da Flórida nesta sexta-feira à noite e chegar à Geórgia e a costa da Carolina do Sul amanhã.

Segundo a “CNN”, Matthew tem ventos de até 193km/h na Flórida, e o furacão está próximo ao Cabo Canaveral e a Daytona Beach. Cerca de 26 milhões de pessoas vivem em áreas que estão sob o furacão ou com aviso de tempestade tropical. Os meteorologistas acreditam que a Flórida deve ser poupada do pior do furacão, ficando algumas rajadas de vento e um pouco de chuva.

Uma mulher em sua casa destruída no Haiti

Uma mulher em sua casa destruída no Haiti

O governador da Flórida, Rick Scott, informou num pronunciamento nesta sexta-feira que 600 mil residências estão sem energia e 22 mil pessoas estão em abrigos. “Enquanto a tempestade estiver acontecendo fiquem em casa”, recomendou.

O especialista em furacões Jeff Masters afirmou em seu site Weather Underground que o furacão ameaça especialmente o Cabo Canaveral, que se projeta para o Atlântico ao largo central da Flórida. “Se Matthew atingir a terra firme ao longo da costa da Flórida, este seria o local mais provável para isso. Bilhões de dólares em instalações e equipamentos estão em risco no Kennedy Space Center e bases próximas, que nunca experimentaram um grande furacão”, afirmou. A Nasa e a Força Aérea americana, que operam a estação do Cabo Canaveral afirmaram já ter tomado as providências para proteger seu pessoal e equipamentos.

*Com AGÊNCIA O GLOBO

Roberto Brasil