Fundação Hospital Adriano Jorge realizada segundo transplante de fígado do Amazonas

By -

figado-transplante01Um jovem de 23 anos, portador de cirrose decorrente de hepatite autoimune, foi o segundo paciente beneficiado pelo Programa de Transplantes de Fígado que está sendo implantado pela Secretaria de Estado da Saúde (Susam) na Fundação HospitalAdriano Jorge (FHAJ). A cirurgia, que durou cerca de seis horas – incluindo o procedimento de captação do órgão doado, realizado no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio – aconteceu neste final de semana e foi realizada pouco mais de um mês após o primeiro procedimento do tipo, ocorrido no início de setembro, e que beneficiou um paciente de 41 anos.

De acordo com a equipe médica responsável pelo procedimento – formada por profissionais da FHAJ e do Grupo Hepato, de São Paulo – a cirurgia transcorreu de forma muito satisfatória e o paciente segue em recuperação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

figado-transplante04“Estas primeiras 48 horas pós-transplante são de muita expectativa. São os primeiros momentos de acomodação do órgão transplantado ao organismo do paciente, um período em que monitoramos riscos de hemorragia, entre outras intercorrências inerentes a este tipo de procedimento de alta complexidade. Mas tudo foi muito bem, tanto no processo de captação quanto de implantação do órgão”, disse o médico Tércio Genzini, do Grupo Hepato, que chefiou a equipe de transplante. A expectativa, segundo ele, é que o paciente possa deixar a UTI já no decorrer desta segunda-feira (13).

O secretário estadual de Saúde em exercício, José Duarte dos Santos Filho, destacou que o segundo transplante foi possível graças ao gesto de solidariedade da família de um paciente, também jovem, que estava internado no Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio Machado, vítima de traumatismo cranioencefálico grave e evoluiu para morte encefálica. “É sempre oportuno salientar a grandiosidade deste gesto, que leva uma família a superar seu momento de dor e autorizar a doação, para ajudar a salvar outras vidas com o transplante”, disse José Duarte.

figado-transplante03A Susam iniciou os preparativos para implantação do Programa de Transplantes de Fígado na FHAJ há um ano e meio, com treinamento das equipes, aquisição de equipamentos, definição de protocolos de atendimento e organização do serviço ambulatorial de acompanhamento de pacientes que aguardam pelo transplante e, também, daqueles que já realizaram o procedimento em outros centros de referência o País, com o apoio do Programa de Tratamento Fora de Domicílio (TFD), da Susam. Todo o processo vem recebendo a tutoria do Grupo Hepato, de São Paulo, especializado no estudo e tratamento clínico e cirúrgico de doenças do fígado, pâncreas e demais afecções do aparelho digestivo.

“A estruturação deste serviço e a oferta do transplante de fígado, que é um procedimento de alta complexidade, é um momento muito significativo para a rede de saúde do Amazonas. Os usuários do sistema que necessitam desse tipo de atendimento não precisarão mais buscar assistência em outros centros, fora do Estado. Poderão ser atendidos aqui e se recuperar com o apoio mais próximo de suas famílias”, disse Duarte.

figado-transplante02O diretor-presidente da FHAJ, Alexandre Bichara, ressaltou que a implantação do novo programa de transplantes, contribui para qualificar ainda mais os serviços prestados pela instituição. “O que estamos vendo hoje é o resultado da soma de esforços, do empenho absoluto de equipes multidisciplinares, visando à execução de um programa arrojado, que recebeu um apoio fundamental do Governo do Estado, por meio da Susam, para se tornar realidade”, afirmou Alexandre Bichara.

Primeiro transplantado – Na manhã deste domingo (12), o secretário José Duarte e membros da equipe responsável pelo transplante, reuniram-se na FHAJ. Eles tiveram a companhia de Gerson Bernardino, o paciente de 41 anos que recebeu o primeiro transplante de fígado da história do Amazonas, em procedimento realizado no mês passado. Com ótima recuperação, Gerson, que era portador de cirrose hepática causada pelo vírus da hepatite C, teve alta hospitalar no dia 19 de setembro, 13 dias após receber o transplante. Agora, segue uma rotina de consultas semanais no Ambulatório de Hepatologia da FHAJ.

“Me sinto muito bem. Aos poucos vou retomando minha vida normal. Já estou até dirigindo meu carro. Sou muito grato a toda a equipe de profissionais que me acompanhou, antes da cirurgia, no pós-operatório e agora, no acompanhamento de rotina que estou fazendo. É uma equipe muito competente, estabeleci com ela uma laço de família, ganhei novos amigos. Mas gostaria, também, de dizer que sou beneficiário de um ato de amor e solidariedade de uma família que autorizou a doação de órgãos de seu ente querido. Fico muito triste pela perda que eles sofreram, mas também muito agradecido por terem me dado a chance de cura”, disse Gerson. Quando deixou o hospital, em setembro, ele havia afirmado que se dedicaria a sensibilizar as pessoas para a importância da doação de órgãos.

No Amazonas já são realizados transplantes de rim e de córnea. Segundo dados da Central de Transplantes do Estado, os transplantes de córnea já superar 1,1 mil procedimentos. Em relação aos transplantes de rins, já são mais de 330 cirurgias. A próxima etapa será a realização de transplantes de coração, serviço que terá como unidade de referência a Fundação do Coração Francisca Mendes.

Roberto Brasil