Fundação Hemoam inaugura, em Coari, primeiro serviço de produção de hemocomponentes do interior do Estado

By -

HEMOAM_LOGOA Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHemoam), vinculada à Secretaria Estadual de Saúde (Susam), inaugura nesta sexta-feira (18), em Coari –distante 370 quilômetros de Manaus –, a primeira unidade de produção de hemocomponentes (o chamado fracionamento) do interior do Estado. O evento contará com a presença do secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, e do diretor-presidente da Fundação Hemoam, Nelson Fraiji.

Resultado de investimentos da ordem de R$ 300 mil – incluindo recursos oriundos de emendas parlamentares – a entrada em funcionamento do serviço faz parte do processo de estruturação da Hemorrede estadual, que prevê, também, a criação oito Hemonúcleos para expandir o atendimento que hoje é prestado pela Fundação Hemoam, a partir da capital.

De acordo com Nelson Fraiji, ainda neste mês, o município de Itacoatiara (distante 70 quilômetros de Manaus) também passará a contar com o serviço de fracionamento de hemocomponentes. “Na medida em que estes municípios vão se estruturando e ampliando sua gama de procedimentos hemoterápicos, firmam-se como pólos para o atendimento das demandas da população das cidades do entorno, passando a funcionar dentro do conceito de hemonúcleo”, acrescentou Fraiji.

Os Hemonúcleos – ou Hemocentros Regionais – estão programados para funcionar nos municípios de Coari, Itacoatiara, Tefé, Tabatinga, Parintins, Manacapuru, Humaitá e São Gabriel da Cachoeira. “Com esta estrutura, estaremos garantindo um melhor atendimento às populações do interior, ampliando a segurança transfusional no que diz respeito ao acesso mais rápido ao serviço, nos mesmos padrões tecnológicos da capital”, afirmou o diretor da Fundação Hemoam.

Ele destaca que o envio de hemocomponentes ou hemoderivados para as unidades hospitalares do interior exige, hoje, uma logística complexa, devido às características desses produtos que precisam ser mantidos em temperaturas adequadas, têm tempo específico para uso, entre outros aspectos.

Produção – Com os investimentos realizados em Coari, a Unidade de Coleta e Transfusão que funciona no município passa a produzir, a partir do sangue coletado de doadores, quatro novos hemocomponentes: concentrados de hemácias, concentrado de plaquetas, plasma fresco congelado e criopreciptado. As equipes que atuarão no serviço passaram por treinamento na Fundação Hemoam, com o apoio da Prefeitura do município.

Atualmente, 51 municípios do interior têm a presença dos serviços do Hemoam, 43 com agências transfusionais e 8 com unidades de coleta e transfusão.

Roberto Brasil