FPS assina contrato com beneficiários do programa Crédito Solidário

By -

Da Redação – Nesta quinta-feira (06), na sede do Governo do Amazonas, na avenida Brasil, Compensa I, zona centro-oeste de Manaus 35 pessoas assinaram contrato de financiamento pelo programa ‘Crédito Solidário’ em parceria com a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (AFEAM). O governador José Melo destacou a importância das ações sociais do FPS em benefício de pessoas que realmente necessitam de uma oportunidade para crescer e esteve acompanhado do vice-governador Henrique Oliveira, representantes da Aleam, Afeam e beneficiários.

“Este é um pequeno programa com grande alcance social e que nunca conseguiu em outros governos caminhar. Agradeço ao Governador que acreditou e agora podemos afirmar que estamos mostrando resultados. A demanda é muita. Estamos convencidos que realmente é um governo das pessoas”, disse diretora executiva do FPS, Vania Cirino.

“Para aqueles que nunca tiveram condições, mas têm vontade de trabalhar, este crédito solidário tem um significado muito grande. As pessoas crescem quando tem oportunidades”, salientou José Melo. Explicou ainda que este crédito tem 0 % de juros e que programas como este e o Banco do Povo com 3% de juro ao ano e que são políticas públicas como esta que são construídas com esforço para atender as demandas da população diferentemente de outros estados que esperam ajuda primeiro do Governo Federal para agir.

“Irei investir na panificação, estiva e hortifruti no meu negócio que está parado desde dezembro passado e quero agradecer o Governador do Estado. É importante para mim e o sustento da minha família”, afirmou Wanderlei Costa de Oliveira, um dos beneficiários.

Para Regina Batista, outra beneficiada, o investimento será em maquinaria para seu negócio. “Trabalho com pães artesanais. Preciso de um expositor e materiais básicos. É muito importante esta oportunidade porque muitas pessoas não tem capital de giro e sou muito grata ao Governo do Estado”.

Com esta ação, o Fundo de Promoção Social (FPS) está liberando o montante de R$ 70 mil em crédito para empreendedores que fazem pequenas iniciativas econômicas. Desenvolvido sob a orientação da presidente de honra do FPS, a primeira-dama Edilene Gomes de Oliveira, o Crédito Solidário beneficiou 400 famílias em 2016, e foram aplicados R$ 660 mil com financiamento para pessoas em situação de desemprego e sem renda fixa. O programa é executado em parceria com a Secretaria de Estado de Trabalho (SETRAB).

O programa Crédito Solidário promove a inclusão social a crianças, adolescentes, idosos, deficientes e trabalhadores rurais entre outros, em 2015 foram destinados 26 milhões em reformas, equipamentos na saúde, área que teve mais benefícios especialmente no atendimento aos pacientes, exemplo disto é a Fcecom, o Hospital Francisca Mendes que teve mais de sete milhões de reais para melhorar a sua estrutura, o Hospital Adriano Jorge com mais de dois milhões de reais para sua reforma, as pessoas com deficiência a traves da Seped e os produtores rurais que junto à Sepror possibilitaram a melhoria das feiras.

O Barco Pai com o Programa ‘Todos pela Vida’ foi o mais destacado pelos serviços que presta nas áreas mais distantes do Amazonas, levando serviços de cidadania, INSS, o exame para detecção de câncer de útero nas mulheres entre outros.

Crédito para os artistas

“Com exceção dos deputados Serafim Correia e Augusto Ferraz, os outros que votaram em contra do aumento dos 2% no ICMs não tinham ideia de como iria ser utilizado este recurso. Os recursos serão aplicados no combate à pobreza como a redução de 14% na cesta básica (produtos de higiene e limpeza também), nos programas de saúde (medico itinerante, hemodiálise e atendimento no Barco Pai entre outros), a economia brasileira ainda não saiu do poço e é nossa obrigação ter alternativas para atender as demandas da população”, salientou o Governador José Melo.

Destacou ainda: “o credito solidário é mais uma ação (três milhões de R$) como o Banco do Povo vem para atender outra faixa de credito ate 15 mil R$ e teremos outro crédito para os artistas de cinco mil R$ numa primeira fase e 10 mil R$ na segunda fase (compra de instrumentos e outros) que estarei anunciando em breve”. (Mercedes Guzmán – Fotos: Secom)

Roberto Brasil