Fogos deixam cerca de 200 feridos no Ano Novo nas Filipinas

By -

Cerca de 200 pessoas ficaram feridas por fogos de artifícios durante celebrações da passagem de ano nas Filipinas, apesar de uma diretriz presidencial restringir o uso de rojões.

O país é de maioria católica, mas tem influências de tradicionais chinesas e muitos acreditam que barulhos fortes espantam maus espíritos. Por isso, o uso de fogos de artifício em celebrações é intenso.

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, sancionou um decreto em junho do ano passado estipulando que rojões só podem ser lançados em zonas específicas e sob a supervisão de pessoas treinadas.

Segundo a ‘France Presse’, o ministro da Saúde, Francisco Duque, 191 pessoas ficaram feridas este ano, incluindo um bebê de 11 meses. No entanto, o número representa uma queda de 77% em relação à média dos últimos cinco anos.

“Acho que o objetivo final é abolir completamente os rojões”, concluiu Duque. As informações do Notícias ao Minuto.

Roberto Brasil