Fiscalização apreende medicamentos vendidos ilegalmente no Centro

By -

apreensao-remedio-1Quinhentas cartelas e caixas de remédios que estavam sendo comercializadas dentro de uma caixa de isopor na calçada da rua Marquês de Santa Cruz, área do Centro Histórico de Manaus, foram apreendidas na manhã desta quinta-feira, 1° de outubro, por fiscais da Prefeitura de Manaus, durante operação conjunta que envolveu a Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo, Abastecimento, Feiras e Mercados (Semtef), Visa Manaus e o Conselho Regional de Farmácia (CRF).

De acordo com a gerente de fiscalização do Departamento do Comércio Informal (Decin), Ester Brígida, a ação foi realizada após denúncia da venda irregular de remédios na calçada. “Um médico passou pelo local e viu o ambulante comercializando os medicamentos de maneira indevida e fez a denúncia ao CRF. Por se tratar de um comércio informal em logradouros públicos, fomos acionados para fazer a apreensão dos remédios”, explicou Ester.

No local os fiscais encontraram antibióticos como a Amoxicilina, Cefalexina, medicamentos que só podem ser vendidos nas farmácias e drogarias de todo País com apresentação da receita médica, conforme determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O Losartana, remédio usado para tratar da pressão arterial elevada (hipertensão) também estava sendo comercializado de forma ilegal pelo ambulante.

apreensao-remedio-2CDs e DVDs piratas

Após a operação no Centro da cidade, a fiscalização da Semtef seguiu para a rua Autaz Mirim, bairro São José, na zona Leste, ao lado do UAI Shopping, para averiguar uma denúncia sobre obstrução de calçadas. A missão resultou na apreensão de mais de três mil CDs e DVDs piratas, além de 50 pares de óculos.

Os remédios e os produtos pirateados, confiscados na fiscalização, foram encaminhados para a sede da Semtef, localizada na rua Carvalho Paes de Andrade, nº140, bairro São Francisco, zona Centro-Sul. Todos os produtos serão incinerados.

Roberto Brasil