Fim da discriminação às crianças da Cidade Alta

By -
Um drama que durou vários anos chegou ao fim com o asfaltamento

Um drama que durou vários anos chegou ao fim com o asfaltamento

Da Redação – Os moradores e pais da criançada do bairro Cidade Alta da Zona Leste reclamaram à vereadora Vilma Queiroz sobre o bullying sofrido por estas vindo de outras escolas. Alegaram se tratar de uma chacota que era ocasionada porque elas chegavam com os pés cheios de lama e eram chamadas “os meninos da invasão”.  Por conta disso, também, a demanda de asfalto e pavimentação tornou-se urgente tanto para esses moradores, como para a vereadora Vilma Queiroz, que queriam acabar com esta discriminação.

Foi um grande desafio que foi vencido num trabalho conjunto entre todos os envolvidos e graças à atenção dada pela parlamentar que encaminhou os requerimentos específicos para a realização de todos os serviços necessários, principalmente os de asfalto, pavimentação, tapa buraco, e limpeza, dentre outros.

Vilma Queiroz ficou sensibilizada com a situação dos "meninos da invasão" e mobilizou os órgãos públicos

Vilma Queiroz ficou sensibilizada com a situação dos “meninos da invasão” e mobilizou os órgãos públicos

Hoje o trabalho realizado, após visita técnica, pelas secretarias municipais (Semif e Semulp e outras), pode ser constatado no bairro de Cidade Alta. De acordo a Wellington Meneses, líder comunitário, as demandas dos moradores são antigas, especialmente sobre a discriminação das crianças por andar no meio da lama nas ruas e que fizeram elas sofrerem ao ser chamadas de “meninos da invasão”. Para ele essa frase ofensiva é o retrato da realidade destas populações carentes sem serviços básicos e desatendidos em seus direitos.

Para sanar esta deficiência a vereadora Vilma Queiroz, contou com apoio da Prefeitura de Manaus que atendeu às demandas e acabou com esse quadro discriminatório e de descaso na zona leste./// Mercedes Guzmán – Fotos: Divulgação

 

Redação