FGTS: Caixa orienta beneficiários a levar carteira de trabalho

By -

Os trabalhadores com direito ao saque da conta inativa do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) devem levar a carteira de trabalho para retirar o dinheiro nas agências. Inicialmente, a Caixa Econômica Federal havia informado que apenas quem tinha acima de R$ 10 mil precisavam apresentar esse documento.

Agora, entretanto, o banco orienta que todos os beneficiários levem a carteira de trabalho, independentemente da quantia do FGTS a ser liberada. É que o documento ajuda a esclarecer pequenas divergências, como fim do vínculo empregatício.

Não é obrigatório, mas levar a rescisão do contrato de trabalho também ajuda a confirmar o fim do vínculo empregatício referente a contas inativas.

Casos mais complicados são os de pessoas em que o empregador não fez os depósitos do FGTS corretamente. Nesse caso é preciso pedir orientação no sindicato da categoria a que estava vinculado ou recorrer às superintendências regionais do trabalho.

O pagamento das contas inativas começou nesta sexta-feira para nascidos em janeiro e fevereiro.  Nesta primeira etapa serão liberados o saque para 4,8 milhões de beneficiários, com direito ao recebimento de R$ 6,9 bilhões.

Onde sacar

Para saber onde sacar é preciso primeiro descobrir a quantia a que o trabalhador tem direito. Para saques de até 3.000 reais não é necessário ir até uma agência. O dinheiro pode ser resgatado nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e caixas eletrônicos do banco.

Acima de 3.000 reais é necessário ir até uma agência da Caixa para sacar. O banco aconselha que as pessoas não saiam da agência com grandes quantias em dinheiro. A recomendação é que os recursos sejam transferidos para uma conta bancária. Se o beneficiário não tiver conta na Caixa, a transferência do FGTS pode ser feita por DOC ou TED sem cobrança de tarifa bancária.

Beneficiários com direito a sacar mais de 5.000 reis podem ter de ir à agência mais de uma vez – o banco precisa se preparar para saques mais altos. Na primeira, eles pedirão a reserva do dinheiro e agendarão um dia para o saque.///VEJA

 

Roberto Brasil