Festival dos Jogos Adaptados premia alunos do André Vidal

By -
A competição envolveu 14 provas adaptadas em cinco dias de disputas

A competição envolveu 14 provas adaptadas em cinco dias de disputas

Quatrocentos e noventa e sete alunos dos três turnos da Escola Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo, localizada na Vila Amazonas, zona Centro-Sul, participaram da solenidade de encerramento do Festival de Jogos Adaptados Internos, na última sexta-feira, 29. Em homenagem ao professor Cleotemberg Gama, o evento de premiação ocorreu na quadra da escola com a participação especial de alunos do projeto do Jiu-Jítsu Adaptado. 

andre-vidal-jogos-03A competição envolveu 14 provas adaptadas em cinco dias de disputas e visou promover a integração, socialização e inclusão dos alunos por meio do esporte, respeitando os limites e a individualidade de cada um. Participaram das provas alunos com deficiência auditiva, visual, intelectual, motora, perturbação do espectro do autismo, síndrome de down, com necessidades educativas comportamentais, deficiências múltiplas e alunos com dificuldade de aprendizagem.

andre-vidal-jogos-05O diretor da escola, Helivan Dantas, ficou satisfeito com os resultados devido à valorização e socialização dos alunos. Para ele, o mais importante não foi a competição, mas a integração da comunidade escolar.

andre-vidal-jogos-02“Nós estivemos em festa nesse período de jogos, porque cada esporte foi adaptado conforme o aluno. Víamos no sorriso de cada um a alegria por ter participado. Todos são os primeiros colocados, são vencedores da vida que levam. A escola André Vidal vem com uma proposta de conscientizar a sociedade que esses alunos também são seres humanos”, comentou.

Com paralisia cerebral, o aluno Francisco Lucas Melo de Oliveira, 14, foi um dos participantes dos jogos. Mesmo com dificuldades para se locomover, o estudante fez questão de estar junto com os colegas nas provas de natação.

andre-vidal-jogos-04“Eu fiquei muito contente de por participado. Se houver esses jogos de novo, vou ser o primeiro a entrar com meu professor nas disputas”, adiantou.

O festival foi organizado pelos professores de Educação Física e a equipe pedagógica da escola e do Complexo Municipal de Educação Especial André Vidal de Araújo. Entre as provas praticadas na quadra e na piscina estavam bola ao alvo, circuito, chute ao gol, imersão com ajuda, revezamento com argola, passar por dentro de bambolê submerso, entre outras.

Roberto Brasil