FEA leva mais de mil pessoas ao 7o Congresso Espírita Amazonense

By -

formatfactoryimg_9382

Representantes do Budismo, Catolicismo, Espiritismo e dos Cultos Afro-Brasileiros se reuniram no primeiro Painel Inter-religioso do 7o Congresso Espírita Amazonense, neste fim de semana, no Manaus Plaza Centro de Convenções, na Avenida Djalma Batista, zona centro-sul da cidade, com a proposta de tratar sobre as contribuições da ética religiosa para a construção de um mundo melhor. O congresso reuniu mais de mil pessoas, entre jovens e adultos, entre a última sexta-feira e este domingo.

formatfactoryimg_9781

“Favorecemos a fraternidade à medida que nos conhecemos uns aos outros e os meios pelos quais cada um busca a paz. Não há mais espaço para intolerância na sociedade”, destacou o padre Claudi Gonçalves, da Paróquia Santa Cruz, em Manaus, um dos convidados do painel inter-religioso. O congresso é promovido pela Federação Espírita Amazonense (FEA), a cada dois anos, e dedicado ao público espírita e a simpatizantes do Espiritismo.

No encerramento do congresso, neste domingo, o orador espírita Simão Pedro, de Minas Gerais, destacou que a edificação da sociedade com valores de justiça e fraternidade depende, essencialmente, da postura de paz e ético-moral de cada pessoa. Ainda neste domingo, os expositores locais Marcelo Souto e Eloíza Vieira abordaram em suas exposições, respectivamente, com foco no tema do congresso ‘A Missão Espiritual do Brasil Para um Mundo Melhor’, o desenvolvimento das virtudes e o exercício da Regra Áurea: fazer ao outro o que gostaria que o outro lhe fizesse. Também foram palestrantes Marco Rosa (DF), Jorge Elarrat (RO), Alberto Almeida (PA), além da participação de Raul Teixeira (RJ), como convidado especial.

O 7o Congresso Espírita Amazonense contou com a presença de cerca de 800 inscritos, além dos mais de 200 adolescentes e jovens com idades entre 13 e 21 anos participantes do 1o Congresso Espírita Jovem, um dos destaques da programação deste ano, segundo a presidente da FEA, Rita de Cássia Castro. “Quando tratamos da Missão Espiritual do Brasil para um Mundo Melhor, é importante trabalharmos junto ao público jovem a consolidação de valores ético-morais de respeito ao próximo trazidos por Jesus, nosso modelo e guia, fundamentais para a formação de homens e mulheres de bem”, disse.

Painel – Convidada para o Painel Inter-religioso do congresso, na tarde do último sábado, a secretária de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, Graça Prola, ressaltou as iniciativas do governo estadual em busca de assegurar a liberdade religiosa. “Precisamos combater as bases conservadoras e entender que necessitamos formular propostas em grupo, a fim de termos avanço na construção da cultura de paz e do Brasil que queremos”, disse.

formatfactory104_3313

O painel contou, também, com as contribuições do representante da Federação de Umbanda e Cultos Afro-Brasileiros do Amazonas (Fucabeam), Edson de Codoense (Pai Edson), ao lembrar que a fé, a esperança e a caridade são princípios da Umbanda por meio dos quais os Povos de Terreiro vêm contribuindo com o fortalecimento da cultura de paz, no Amazonas.  Já a representante da entidade Budista Associação Brasil SGI, Tais Tiyoko, pontuou que “o objetivo de todas as religiões é que as pessoas sejam felizes e que a sociedade seja melhor”.

Mario Dantas