Faixa de pedestres irregular e fora das normas atrás da Rodoviária será apagada

By -

Uma pintura que simula faixa de pedestres implantada na avenida Djalma Batista, zona Centro-Sul, atrás da Rodoviária, será apagada nesta terça-feira, 6/2, por estar totalmente fora dos padrões técnicos e por representar uma ameaça à vida de quem atravessa no local. A pintura não foi realizada pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) e, ao invés de garantir a efetiva segurança ao trânsito, induz pedestres e condutores a  acidentes nesse trecho da via.

Engenheiros do Manaustrans já fizeram a inspeção nesse local e comprovaram que não foi encontrada justificativa técnica para implantação de faixa nesse trecho da Djalma Batista, pois não há acesso de pedestres pelos fundos da Rodoviária, exatamente para evidenciar a segurança de quem utiliza o terminal de passageiros.

A suposta faixa está repleta de erros comprovados pelo Manaustrans. Esse trecho da via está em uma geometria de declive e não há viabilidade técnica para a implantação de travessia para pedestres. Além disso, a pintura fere o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) que atribui exclusivamente ao órgão de trânsito a responsabilidade de fazer análise e implantação de sinalização de trânsito em via pública.

De acordo com o estudos do Manaustrans, na busca contínua de promover trânsito mais seguro determinado pela gestão do prefeito Artur Virgílio Neto, foi verificada a iminente possibilidade de abertura de uma faixa de pedestres próximo à parada de ônibus na avenida Djalma Batista, a  aproximadamente 100 metros da local onde foi feita a pintura irregular. A sinalização, quando implantada pelo órgão municipal de trânsito, deverá obedecer criteriosa sinalização horizontal dentro das normas estabelecidas  e terá placas de sinalização vertical que indicam  “DEVAGAR PEDESTRE” .

O Manaustrans informa que a pintura irregular que causa danos à cidade, será apagada hoje ainda, visando, principalmente, a segurança dos condutores e pedestres.

Roberto Brasil