Executivos da CAF conhecem Projeto Espaço Verde na Comunidade e estudam parceria com a prefeitura

By -
70% das áreas verdes de Manaus têm problemas de ocupações irregulares, afirmou Itamar Mar

70% das áreas verdes de Manaus têm problemas de ocupações irregulares, afirmou Itamar Mar

O Projeto Espaço Verde na Comunidade, desenvolvido pela Prefeitura de Manaus com a finalidade de promover a recuperação de áreas verdes aprovadas em projetos de loteamentos na cidade, poderá contar com a parceria da Corporação Andina de Fomento (CAF), banco internacional que financia projetos de desenvolvimento sustentável na América Latina. Executivas da CAF estiveram na manhã desta quarta-feira, 29, visitando a sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), onde puderam conhecer um pouco da proposta e a experiência-piloto do projeto no Loteamento Campo Dourado, na zona Norte de Manaus.

A visita teve como finalidade também anunciar o interesse da CAF em ter o órgão ambiental municipal como parceiro na execução do trabalho de arborização das obras previstas para serem realizadas em Manaus com financiamento do banco.

caf-espaco-verde_3A diretora de Meio Ambiente e Mudanças Climáticas da CAF, Ligia Castro de Doens, e a gerente de Meio Ambiente para o Brasil, Cecília Guerra, foram recebidas pelo secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Itamar de Oliveira Mar, e a subsecretária Aldenira Queiroz.  A visita foi acompanhada também pela diretora da Unidade Executora de Projetos (UEP) da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Myiriam Koifmann.

O secretário Itamar Mar ressaltou a importância de ter a parceria da CAF e colaborar com os projetos desenvolvidos com o financiamento da instituição, uma vez que todos visam à melhoria da qualidade de vida da população e primam pela sustentabilidade. Ele destacou o esforço da Prefeitura de Manaus em mapear e identificar as áreas verdes da cidade, onde ainda é possível promover a recuperação ambiental desses espaços, com a inclusão social como um dos pré-requisitos.

caf-espaco-verde_2“Temos aproximadamente 500 áreas verdes na cidade, oriundas de projetos de loteamento, masinfelizmente 70% delas têm problemas de ocupações irregulares. Nossa intenção foi exatamente a de identificar onde ainda é possível promover a recuperação e partir para a busca de formas de financiamento, a exemplo da compensação ambiental como no caso do Espaço Verde Campo Dourado”, afirmou Itamar Mar. Entre os projetos que deverão contar com financiamento da CAP em Manaus, estão a criação do Parque Ponta Branca, revitalização da Marina do Davi, Terminal 6 no Santa Etelvina e a construção de passagens de nível no Manoa e na Constantino Nery (ruas João Valério e Pará).

Cecília Guerra destacou a importância da arborização para os projetos desenvolvidos pela CAF. “Financiamos muitos projetos de infraestrutura, mas não priorizamos apenas a pavimentação,mas sim a preocupação com a adaptação às mudanças climáticas”, lembrou, referindo-se à necessidade de plantio para a compensação de emissões de gases de efeito estufa. Ela lembrou que a CAF mantém programas de cooperação técnica para o fortalecimento institucional com projetos voltados para a compensação de emissão de Carbono, eficiência energética e a redução de consumo que tenham metodologias perenes.  “No Brasil, temos firmadas cooperações com as cidades de Fortaleza e Recife e para o próximo ano pretendemos priorizar a cidade de Manaus”, afirmou Cecília Guerra.

Roberto Brasil