Ex-presidente da Ferrari diz que novidades sobre Schumacher “infelizmente, não são muito boas”

By -
Michael Schumacher ao lado de Luca di Montezemolo

Michael Schumacher ao lado de Luca di Montezemolo

Luca di Montezemolo voltou a se manifestar sobre o estado de saúde de Michael Schumacher. O heptacampeão da F1 segue se recuperando das sérias lesões sofridas em um acidente de esqui na estação de Méribel, no Alpes Franceses.

Ex-presidente da Ferrari, Montezemolo não quis entrar em detalhes, mas afirmou que as notícias sobre a condição do ex-piloto não são boas.

“Eu tenho novidades e elas, infelizmente, não são muito boas”, disse Luca em entrevista à agência Reuters. “A vida é muito esquisita. Ele era um piloto fantástico e o único acidente que teve com a Ferrari foi em 1999”, recordou.

No fim do ano passado, Montezemolo já havia falado sobre a condição de Michael e declarado que seguia esperando por um “milagre”.

Presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Jean Todt afirmou em meados do mês passado que é doloroso ver a situação de Schumacher e avaliou que é difícil traçar um paralelo entre a situação do ex-piloto de Ferrari e Mercedes e a de Jules Bianchi, que morreu nove meses após o grave acidente que sofreu no GP do Japão de 2014, quando colidiu com um guindaste.

“Diria que não dá para comparar. Sabia de Jules por meio do meu filho [Nicolas] e é terrível perder alguém em um acidente”, contou Todt. “Michael é diferente, porque ele é como se fosse da minha família. Se você tem alguém que é como se fosse da sua família ou muito próximo a você e que está muito mal, é claro que é doloroso, e você tem que estar lá com a família”, completou.

*Grande Prêmio

Roberto Brasil