Ex-presidente da CBF negocia fiança de R$ 40 milhões

By -

cbf

A Justiça americana quer cobrar quase R$ 40 milhões para que o ex-presidente da CBF José Maria Marin aguarde seu julgamento por suspeita de corrupção em prisão domiciliar. Informações exclusivas obtidas pelo jornal “O Estado de S. Paulo” com representantes da Justiça envolvidos na negociação indicam que o valor incluiria o apartamento que Marin possui em Nova York. O montante ainda está sob negociação.

Nesta semana, a Justiça suíça deve anunciar se aceita ou não extraditar o brasileiro aos Estados Unidos, como solicitado pelos procuradores americanos. Os advogados de defesa do ex-presidente da CBF já indicaram que se a decisão não der brecha para um recurso, vão abrir mão de uma apelação e aceitariam a transferência aos EUA. Caso apelem, Marin poderá ficar na prisão suíça, aguardando o resultado desse recursos, até pelo menos o final do ano. Mas com 83 anos, ele estaria “ansioso” por uma definição sobre seu destino.

Mario Dantas