Ex-policial em prisão domiciliar coloca tornozeleira em cão para roubar

By -

Argentina de 37 anos roubou estabelecimento com duas armas

Uma argentina que cumpre prisão domiciliar foi detida ao cometer um roubo, depois de deixar sua tornozeleira eletrônica em seu cachorro, que havia ficado em casa, noticiou a imprensa de Buenos Aires.

A ex-policial teria instalado mal a tornozeleira eletrônica e por isso a central de monitoramento não recebeu nenhum alerta, disseram Porta-vozes do Serviço Penitenciário Bonarense (SPB) indicaram à agência Télam.

A mulher de 37 anos era membro da polícia da capital argentina, mas em novembro de 2016 foi afastada e detida por “resistência à autoridade e encobrimento”, sendo colocada sob prisão domiciliar na cidade de La Plata, 60 quilômetros ao sul de Buenos Aires, informa o G1.

Na última quarta-feira, foi presa após roubar um estabelecimento usando duas armas de fogo. Ela carregava um celular com geolocalização, o que facilitou sua prisão.

De acordo com o jornal “El Día de La Plata”, a polícia ligou-a a outros três roubos similares executados nos últimos dias.

Uma fonte policial citada pela imprensa afirmou que o dispositivo de monitoramento eletrônico foi encontrado na casa da mulher “colocado no pescoço do cachorro poodle”.

Roberto Brasil